outubro 10, 2021

[Livros] A Vida Invisível de Addie Larue - V. E. Schwab

Título Original
: The Invisible Life Of Addie Larue
Autor: V. E. Schwab
Editora: Galera Record
Páginas: 504
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9786555872552
Classificação: ★
_______________

Inesquecível, A Vida Invisível de Addie Larue é uma obra de arte! Memorável em todos os sentidos, o romance de V. E. Schwab foi lido pela minha alma e marcou a minha vida. Essa leitura me fez refletir sobre a minha própria busca pela liberdade e sobre como ela sempre vem acompanhada do fardo da solidão. O amor que se procura é também a dor que se encontra.

Addie Larue é uma jovem sonhadora. Amaldiçoada com ideias de liberdade, ela deseja fugir do que a vida lhe preparou: um casamento arranjado, cuidar da casa, obedecer e servir. Viver e morrer no mesmo vilarejo em que nasceu, uma vida inteira limitada a uma existência tão pequena. Addie quer conhecer o mundo, desvendar a beleza das artes, aprender coisas novas, quer muito mais do que pode ter.

Ela então faz um pacto com um deus das trevas - compreendido por vezes como deus, outras como demônio quando na verdade tanto faz, é ambos. Ele atende ao seu desejo de liberdade, de nunca pertencer a alguém e, com isso, dá a ela uma nova vida em troca de sua alma. Como toda troca tem seu preço e as palavras tem poder, sem saber ao certo o que estava pedindo, ela acaba sacrificando tudo o que tem.

A barganha com os deuses das trevas nunca é justa, sempre toma mais do que oferece e Adeline aprende isso da forma mais cruel. Ninguém se lembrará dela e, assim, ela será livre. Seu nome, seu rosto, sua história. Tudo é apagado para o mundo, exceto a sua própria memória. A consciência infeliz de lembrar de todos que amou e ser esquecida por cada um deles.

Sua árdua jornada dura séculos e a escuridão, que concedeu a Addie seu maior desejo e a amaldiçoou, também a acompanha de perto, visitando-a de tempos em tempos esperando que a jovem se canse da existência e lhe entregue a alma que prometeu. Adeline, no entanto, não vai desistir da sua existência. Por mais trágica que seja, é sua e de ninguém mais.

Vivendo um eterno presente, Addie conhece o mundo, se apaixona diversas vezes, descobre a vida, sofre e vive sem nunca deixar sua marca em ninguém, exceto na arte. Ela inspira pessoas que não se lembrarão dela, mas a eternizarão assim mesmo assim. Até que um dia, conhece Henry, um rapaz encantador e sensível que, pela primeira vez, se lembra dela. E a história dele também é um espetáculo a parte. Ele é o que eu sou, de todas as formas possíveis.

Poético, profundo e sensível, A Vida Invisível de Addie Larue viverá sempre no meu coração, um pacto selado com todas as minhas memórias e toda a dor que eu senti por também ter perdido tantas vezes as pessoas que amei. Não me lembro de ter encontrado Addie Larue nessa existência, mas com certeza nunca esquecerei sua história.

Sinopse: França: 1714. Addie LaRue não queria pertercer a ninguém ou a lugar nenhum. Em um momento de desespero, a jovem faz um pacto: a vida eterna, sob a condição de ser esquecida por quem a conhecer. Um piscar de olhos, e, como um sopro, Addie se vai. Uma virada de costas, e sua existência se dissipa na memória de todos.

Após tanto tempo vivendo uma existência deslumbrante, aproveitando a vida de todas as formas, fazendo uso de tantos artifícios quanto fosse possível e viajando pelo tempo e espaço, através dos séculos e continentes, da história e da arte, Addie entende seus limites e descobre — apesar de fadada ao esquecimento — até onde é capaz de ir para deixar sua marca no mundo. Trezentos anos depois, em uma livraria, um acontecimento inesperado: Addie LaRue esbarra com um rapaz. Ele enuncia cinco palavras. Cinco palavras capazes de colocar a vida que conhecia abaixo: Eu me lembro de você.

Uma jornada inspirada no mito faustiano sobre busca e perda, eternidade e finitude e, acima de tudo, uma questão: até onde se vai para alcançar a liberdade? Best-seller do The New York Times e recomendado pelo Entertainment Weekly, A vida invisível de Addie LaRue é um livro inesquecível e que colocou V.E. Schwab entre as principais autoras de fantasia da atualidade.

EditoraGalera|Skoob

setembro 28, 2021

[Livros] Em Outra Vida, Talvez? - Taylor Jenkins Reid

Título Original
: Maybe In Another Life
Autor: Taylor Jenkins Reid
Editora: Record
Páginas: 320
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: B0796GP765
Classificação: ★
_______________

Um dos meus romances favoritos de Taylor Jenkins Reid, Em Outra Vida, Talvez? fala sobre aquele momento em que você toma uma decisão e ela muda todo o resto da sua vida.

Hannah está passando por um momento difícil, após o fim de um relacionamento complicado e aos 29 anos, ela se sente completamente perdida. É EXATAMENTE ISSO, por isso amei tanto esse livro. Essa frase descreve tanto a vida da protagonista quanto a minha nesse momento.

Com a ajuda de sua melhor amiga, Hannah decide voltar para Los Angeles e recomeçar. Lá, ela encontra seu primeiro amor e tem a chance de refazer uma das escolhas 'erradas' que fez na juventude. Aliás, será que existe escolha errada?

Se cada escolha nos ensina algo e nos traz uma consequência, não deveríamos nos arrepender delas. Afinal, não sabemos o que poderia ter sido. Melhor, pior ou, simplesmente, diferente. Quando seu ex-namorado a convida para ficar até um pouco mais tarde no bar, a protagonista se depara com mais um momento que vai definir seu destino. E ela não faz ideia das consequências dessa escolha.

Nos mostrando as possíveis consequências de ter ficado e de ter ido embora em capítulos alternados, Taylor Jenkins Reid nos faz refletir sobre como cada decisão que tomamos pode mudar toda a nossa jornada. E se tivéssemos tomado outro rumo? Nunca saberemos o que teria sido. E, assim, todos os dias escrevemos nossas histórias a caneta, sem poder apagar as consequências.

Sinopse: Hannah está perdida. Aos 29 anos, ainda não decidiu que rumo dar à sua vida. Depois de uma decepção amorosa, ela volta para Los Angeles, sua cidade natal, pois acha que, com o apoio de Gabby, sua melhor amiga, finalmente vai conseguir colocar a vida nos trilhos.

Para comemorar a mudança, nada melhor do que reunir velhos amigos num bar. E lá Hannah reencontra Ethan, seu ex-namorado da adolescência. No fim da noite, tanto ele quanto Gabby lhe oferecem carona. Será que é melhor ir embora com a amiga? Ou ficar até mais tarde com Ethan e aproveitar o restante da noite?

Em realidades alternativas, Hannah vive as duas decisões. E, no desenrolar desses universos paralelos, sua vida segue rumos completamente diferentes. Será que tudo o que vivemos está predestinado a acontecer? O quanto disso é apenas sorte? E, o mais importante: será que almas gêmeas realmente existem? Hannah acredita que sim. E, nos dois mundos, ela acha que encontrou a sua.

setembro 21, 2021

[Livros] Leve Para Ler - Téia Camargo

Título Original
: Leve Para Ler
Autor: Téia Camargo
Páginas: 70
Gênero: Poesia, Microcontos
País: Brasil
ISBN: 9786500264180
Classificação: ★
_______________

O livro 'Leve para Ler' da autora Téia Camargo é a definição perfeita de leveza. O jogo de palavras no título nos convidando a ler é a primeira de suas muitas ideias encantadoras. Cada um de seus textos nos deixa pensativo, em busca de mais. Microcontos são feitos para isso. As lacunas deixadas pelas poucas palavras são completas pelo leitor, e isso é o que torna esse livro tão nosso.

É um trabalho lindo e leve, com temas diversos e uma edição excelente. O desafio de Téia Camargo de transmitir histórias completas de forma sucinta foi cumprido com maestria. Meus textos favoritos são: Disputa, Miserável, Final e Arrependimento. São escritos para serem lidos com calma, com alma.

Sem mais delongas, esse é um livro para quem gosta de completar histórias, de imaginar o que teria acontecido antes e depois da narrativa. Talvez sejamos todos microcontos para os outros e estejamos esperando que alguém nos leia por completo, preenchendo os espaços do que não ousamos compartilhar.

Sinopse: Uma história pode ser contada de diversas maneiras, inclusive da mais resumida possível. Ao escrever um microconto, o autor deve narrar apenas o essencial, permitindo que o leitor deixe fluir sua imaginação nas entrelinhas.

Neste livro, a autora pretendia apresentar oitenta microcontos, mas constam 77. O que aconteceu com os três faltantes? Bem, esta é uma resposta que somente sua leitura poderá desvendar.

agosto 24, 2021

[Livros] As Nove Vidas de Rose Napolitano - Donna Freitas

Título Original
: The Nine Lives Of Rose Napolitano
Autor: Donna Freitas
Editora: Paralela
Páginas: 344
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788584392193
Classificação: ★
_______________

Um romance de muito potencial, As Nove Vidas de Rose Napolitano quase foi uma das minhas melhores leituras do ano. Se houvesse mais uma vida, uma outra realidade para salvar essa história, eu teria gostado muito mais. No entanto, ainda que não tenha ficado feliz com os finais de Rose, cada uma de suas vidas foi, de fato, única e memorável.

Donna Freitas escreve um romance baseado nas possíveis consequências de nove diferentes ações da protagonista em um momento específico. Cada "escolha" ramifica um leque de consequências e somos levados a conhecer nove possibilidades de futuro para Rose a partir do momento em que ela se vê pressionada a ser mãe contra sua vontade. 

A professora universitária nunca quis ter filhos e essa decisão foi discutida com seu marido muito antes do casamento, terminando em comum acordo. Após alguns anos, Luke, no entanto, muda de ideia e começa a tentar convencê-la a abrir mão da escolha que ela sempre deixou bem clara. Coagida por Luke e os sogros, Rose Napolitano precisa decidir o que sacrificar: seu único desejo ou o amor da sua vida.

A partir daí, cada capítulo nos mostra uma vida diferente de Rose. Em uma delas, ela e Luke se separaram, em outra, ela teve uma linda bebê chamada Addie e assim vai. A cada "escolha", uma consequência. Em algumas vidas, Rose conheceu outra pessoa. Foram nove destinos diferentes e em todos uma constante. E foi justamente esse o problema.

Se há algo que realmente me incomodou foi a percepção de que ainda que ela mudasse um detalhe, o destino a encontrava. Ao mesmo tempo que essa foi uma ideia brilhante, de certa forma, reproduz a ideia conservadora de que a mulher nasceu para ser mãe e de que, independentemente da forma como acontece, "a maternidade é um presente". Esse pensamento não leva em conta o poder de decisão da mulher sobre sua própria vida e até mesmo fatores genéticos como a infertilidade. Algumas de nós não querem ou não podem ser mães e a sociedade já nos coloca pressão suficiente, como se não fossemos mulheres completas sem um marido e filhos. 

Donna Freitas tinha tudo para escrever um livro sobre uma mulher forte, empoderada, dona de suas decisões e que se mantém firme às suas crenças, mas não o fez. Como tantas mulheres, Rose não teve escolha. Quem sabe numa outra vida.

Sinopse: Quais são as consequências das nossas maiores decisões? Acompanhando Rose Napolitano descobrimos como nossa história pode ser reinventada a cada escolha e, às vezes, seguir rumos que não imaginávamos. Um romance profundo sobre uma mulher que nunca quis ser mãe e as diversas formas com que a vida pode nos surpreender.

Rose Napolitano e Luke estão brigando. Ele prometeu, antes do casamento, que não queria ter filhos, mas mudou de ideia. Ela prometeu tomar as vitaminas para engravidar, mas não o fez. De repente, o casamento dos dois passa a depender de uma única resposta: Rose consegue encontrar dentro de si o desejo de ser mãe?

Ao narrar uma escolha de vida decisiva em nove versões diferentes, Donna Freitas nos leva por todos os caminhos que moldam a vida de uma pessoa, refletindo sobre trajetórias que ressignificam o que é ser mulher. Um romance sobre amor, maternidade, traição, divórcio, morte e sobre como o destino pode interferir em nossos planos quando menos esperamos.

agosto 08, 2021

[Livros] A Dança da Floresta - Juliet Marillier

Título Original
: Wildwood Dancing
Autor: Juliet Marillier
Editora: Wish
Páginas: 448
Gênero: Fantasia
País: Nova Zelândia
ISBN: 9786588218310
Classificação: ★
_______________

Pura magia, A Dança da Floresta é uma história encantadora e especial republicada pela editora Wish numa edição belíssima. Juliet Marillier cria um mundo paralelo em que se escondem seres fantásticos, criaturas doces e mistérios sombrios. Há um portal mágico que se abre na lua cheia para as cinco irmãs, e para nós, toda vez que abrimos o livro.

Uma das melhores fantasias que eu já pude ler, esta é uma obra de arte moderna. Desde o conceito narrativo, o simbolismo escondido no texto até os detalhes da edição brasileira com as ilustrações lindas de Janaina Medeiros. Cada capítulo nos leva a desvendar os segredos que se ocultam do outro lado do portal, enquanto no mundo real, as protagonistas lutam para manter a floresta viva.

Jena e suas quatro irmãs descobriram quando pequenas um portal mágico que as leva para o Outro Lado. A travessia abre as portas de um mundo mágico, onde os seres da floresta e a própria natureza reinam. Toda noite de lua cheia, as cinco garotas se reúnem, colocam seus melhores vestidos e saem para dançar à luz do luar com seus amigos da floresta.

No entanto, quando estão de volta, a realidade sempre as atinge brutalmente, principalmente, quando descobrem que o pai precisará se ausentar durante o inverno por conta de sua frágil saúde. A responsabilidade de tomar conta dos negócios da família, lidar com a pressão machista da época e o próprio processo de amadurecimento das irmãs será um desafio para Jena. Ainda bem que a jovem não está sozinha, seu fiel companheiro, o sapo Gogu, a acompanha dia e noite, aconselhando e cuidando dela em todos os momentos.

A Dança da Floresta é, sem dúvidas, uma obra riquíssima que traz temas importantes disfarçados de fantasia. Preconceito, intolerância, desigualdade, depressão, machismo, preservação ambiental, todos esses temas se fazem presentes de uma maneira sutil, nos mostrando quanta realidade se esconde por trás do fantástico. O papel no qual se lê essa história já foi um dia uma árvore, isso faz com que nossa biblioteca seja uma grande floresta encantada cheia de portais mágicos que nos levam para mundos mágicos.

Sinopse: Há muitos mistérios na floresta, mas Jena e as suas irmãs partilham o maior de todos: um segredo fantástico que lhes permite escapar da vida cotidiana nos campos da Transilvânia, e que mantiveram escondido durante nove anos: Em todas as noites de Lua Cheia, elas viajam através de um misterioso portal para uma floresta mágica, onde dançam com encantadoras e bizarras criaturas fantásticas. As coisas vão bem até que o adoecimento de um ente querido muda o rumo dos negócios da família e Jena se encontra lutando para salvar não apenas aqueles que ama, mas sua própria independência.

EditoraWish|Skoob

julho 28, 2021

[Livros] Todas as Dores de Que Me Libertei e Sobrevivi - Felipe Rocha (@tipobilhete)

Título Original
: Todas As Dores De Que Me Libertei. E Sobrevivi.
Autor: Felipe Rocha
Editora: Astral Cultural
Páginas: 208
Gênero: Textos, Poesia
País: Brasil
ISBN: 9786555661675
Classificação: ★
_______________

Um livro sobre o quão resiliente pode ser um coração, Todas as Dores de Que Me Libertei fala sobre aquele momento em que você acha que não vai conseguir, sobre aquelas noites em que a dor parece infinita, mas acima de tudo, sobre como você vai acordar no dia seguinte e seguir em frente.

Felipe Rocha é o amigo que escreve bilhetes preciosos cheios de carinho para te lembrar que tudo vai passar. Seus textos inspiram e podem transformar o seu dia. Não é sobre ser positivo, mas sobre olhar a situação por outra perspectiva ou simplesmente dizer 'ei, eu entendo a sua dor'. Um desses bilhetes vai falar contigo como falou comigo.

Numa edição linda e cheia de ilustrações, as palavras do autor vão encontrar corações que precisam lê-las. Eu espero que a dor passe, - ou que ao menos diminua - e que você possa se libertar e sorrir ao dizer que também sobreviveu.

Sinopse: Do autor best-seller de Todas as dores que não te enviei Algumas dores parecem eternas, mas não são. Assim como alguns amores, se é que podemos chamá-los assim. Amadurecer também está em aprender a deixar para trás o que acreditamos amar, mas que, no fundo, nos machuca. E, muitas vezes, esse processo dói. Dói, mas ele traz a cura e, com ela, vem a liberdade. Emergir dessa névoa intoxicante é transformador. E, melhor do que descobrir que ninguém morre de amor, é ter a certeza de que a vida depois das lágrimas é ainda mais colorida, cheia de recomeços e, claro, novas paixões.

EditoraAstralCultural|Skoob

julho 15, 2021

[Livros] Desejo - Tracy Wolff (Desejo #1)

Título Original
: Crave
Autor: Tracy Wolff
Editora: Astral Cultural
Páginas: 496
Gênero: Romance, Ficção, YA
País: EUA
ISBN: 9786555661682
Classificação: ★
_______________

Nostalgia pura, é impossível não comparar a nova série de Tracy Wolff com a famosa série adolescente de vampiros que despertou uma legião de leitores. Eu confesso que achei que estava muito velha para esse tipo de romance sobrenatural clichê, mas me vi apaixonada pelos protagonistas exatamente da mesma forma que em 2006. A inspiração óbvia e trazida, inclusive, como referência dentro da própria história, promete reaquecer os corações dos antigos fãs de Crepúsculo.

Desejo, primeiro de cinco volumes da série homônima, conta a história de Grace, uma jovem que acabou de ficar órfã e é obrigada a se mudar para o Alaska, onde seu tio é diretor de um colégio interno. A Academia Katmere não é um colégio comum e a garota vai descobrir isso da pior maneira possível. Coisas estranhas acontecem o tempo todo e Grace parece ser muito diferente dos demais.

Logo em seu primeiro dia, ela conhece um garoto que literalmente abala as suas estruturas, Jaxon. Ele, no entanto, é temperamental, rude e a adverte a manter distância de todos na escola, principalmente dele - o típico bad boy enigmático do romance adolescente. Jaxon parece estar sempre por perto para protegê-la e como todas as coisas estranhas que acontecem por lá, isso chama atenção de Grace.

A cada dia que passa, Grace corre mais perigo, alguma coisa parece estar sempre tentando matá-la. Ao mesmo tempo, ela se aproxima cada vez mais de Jaxon. Alguma coisa nele a faz sentir segura ainda que tudo e todos ao seu redor digam o contrário. A relação cheia de altos e baixos dos dois é clichê, mas ainda assim, interessante. A superproteção dele pode soar bem abusiva quando ele precisa mantê-la a salvo de outros monstros. Nunca esquecendo que ele também é um.

Desejo é o típico romance cheio de ação e momentos bonitinhos. É uma oportunidade de matar a saudade desse tipo de história e se encantar com novos protagonistas. Tracy Wolff construiu uma narrativa interessante tomando como base uma fórmula já conhecida. Se tem algo que eu desejo nesse momento é a continuação dessa série. E, claro, um vampiro desses na minha vida.

Sinopse: Meu mundo mudou por completo quando entrei na Academia Katmere. Este lugar e os alunos que estudam aqui são muito estranhos. Aqui estou eu, uma simples mortal entre deuses... ou monstros. Ainda não consigo decidir a qual dessas facções em guerra eu pertenço, ou mesmo se pertenço a alguma delas.

Tudo que sei é que a única coisa que os une é o ódio que sentem por mim. E há também Jaxon. Um vampiro com segredos mortais que não sente nada há cem anos. Mas há algo nele que me atrai, algo que se quebrou e que, de algum modo, se encaixa no que se quebrou em mim. E isso pode trazer a morte para todos nós. Há uma razão para Jaxon ter erguido muralhas ao redor de si mesmo. Agora, alguém quer acordar um monstro adormecido, e eu fico me perguntando se fui trazida aqui intencionalmente, como isca.

junho 30, 2021

[Livros] Malibu Renasce - Taylor Jenkins Reid

Título Original
: Malibu Rising
Autor: Taylor Jenkins Reid
Editora: Paralela
Páginas: 360
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788584392186
Classificação: ★
_______________

Em Malibu Renasce, Taylor Jenkins Reid constrói um drama familiar sob os holofotes da fama. Com pouquíssima profundidade de personagens e da própria trama, no entanto, o livro morre na praiaComo em seus livros anteriores, o mundo das celebridades é o pano de fundo para o desenvolvimento da narrativa e um personagem mencionado anteriormente em Evelyn Hugo e Daisy Jones é colocado em evidência.

A família Riva se criou na ensolarada Malibu. Os quatro irmãos, filhos do astro da musica Mick Riva, enfrentaram todo o tipo de problema para sobreviver após o abandono do pai. Eles tiveram que ver a mãe definhar esperando que o pai se arrependesse e voltasse para casa. Enquanto isso, Mick se envolvia com mais mulheres do que é possível contar e se esquecia dos filhos.

Hud, Jay e Kit foram criados por Nina que assumiu toda a responsabilidade pelos irmãos ainda em sua adolescência. Nina Riva abriu mão de tudo para proteger sua família e mantê-la unida. A paixão dos irmãos pelo surf os salvou e os levou à fama.

Acompanhamos o desenrolar dos acontecimentos de uma das festas dos Riva. O evento anual que reúne todos os grandes astros do cinema, do esporte, da música e da televisão é o mais aguardado de Malibu. O desfecho dessa festa será, no entanto, "surpreendente". Pelo menos é o que a sinopse nos diz.

Sinceramente, não me surpreendi com absolutamente nada, apenas me decepcionei. Alternando entre diferentes pontos de vista, a narrativa se perde ao tentar descentralizar a história. Não pude criar um vínculo com nenhum dos personagens e quando finalmente será revelado o grande plot, ele é previsível e pouco original. Infelizmente, apesar de Taylor Jenkins Reid trazer temas importantes, de nada adianta tratá-los com uma profundidade de dois centímetros. Malibu nunca foi tão rasa.

Sinopse: Os quatro filhos de Mick Riva são conhecidos e admirados por toda Malibu. Mas não só pelo pai famoso. A cada ano os quatro dão uma festa épica para comemorar o fim do verão ― e a de 1983 promete. Ela dura apenas algumas horas, mas é suficiente para mudar a vida deles para sempre.
Malibu, agosto de 1983. É o dia da festa anual de Nina Riva, e todos anseiam pelo cair da noite e por toda a emoção que ela promete trazer.

A pessoa menos interessada no evento é Nina, que nunca gostou de ser o centro das atenções e acabou de ter o fim do relacionamento com um tenista profissional totalmente explorado pela mídia. Talvez Hud também esteja tenso, pois precisa admitir para o irmão algo que tem mantido em segredo por tempo demais, e parece que esse é o momento. Jay está contando os minutos, pois não vê a hora de encontrar uma menina que não sai de sua cabeça. E Kit também tem seus segredos ― e convidado ― especiais.

Até a meia-noite, a festa estará completamente fora de controle. O álcool vai fluir, a música vai tocar e segredos acumulados ao longo de gerações vão voltar para assombrar todos ― até as primeiras horas do dia, quando a primeira faísca surgir e a mansão Riva for totalmente consumida pelas chamas.

junho 07, 2021

[Livros] Anne de Green Gables - Lucy Maud Montgomery

Título Original
: Anne Of Green Gables
Autor: Lucy Maud Montgomery
Editora: Instituto Mojo
Páginas: 336
Gênero: Romance, Ficção
País: Canadá
ISBN: 9786599075285
Classificação: ★
_______________

Apaixonante, delicado e sensível, Anne de Green Gables é um reflexo de sua protagonista. A imaginação riquíssima da jovem órfã a protege de sua dura realidade enquanto nos encanta e inspira. Uma leitora voraz e uma criatura fascinante, Anne compartilha conosco seu amor pelos livros e acaba por nos fazer amar também sua própria história.

Adotada pelos irmãos Marilla e Matthew Cuthbert por um acaso do destino, a garota descobre que o amor de uma família é muito mais do que ela poderia imaginar em seus devaneios mais bonitos. Seu jeito peculiar, a tagarelice e as infinitas confusões que arranja, fazem dela uma criança diferente das demais. Apesar de se destacar na pequena comunidade conservadora de um jeito nem sempre positivo, Anne cativa a todos e está sempre tentando ver o lado bom das coisas.

Entre sonhar acordada e explorar as belezas naturais de Green Gables, Anne faz muitos amigos e vive sua juventude em busca de almas irmãs e amizades duradouras. Sua maturidade intelectual contrastante com sua doçura e ingenuidade geram as situações mais divertidas e inusitadas. Seus discursos e explanações sobre a vida transmitem a sabedoria que sua alma antiga carrega. Por viver cercada de romances, a menina enxerga a vida com romantismo, drama e beleza.

Beleza essa, que foi reproduzida com maestria nessa edição impecável do Instituto Mojo. Dentre tantas versões lindas, essa faz jus à sua protagonista: Anne ficaria orgulhosa de ter um exemplar em sua estante de livros. No entanto, se há algo que a extraordinária Anne nos ensina é que a beleza está, acima de tudo, nos olhos de quem vê. Espero que vocês possam ler essa história encantadora com o coração cheio de amor e a mente nas nuvens. Aliás, olhe para o céu, não é uma maravilha existir num mundo tão lindo?

Sinopse: Quando os irmãos, Marilla e Matthew Cuthbert, decidiram adotar um garoto para ajudar nos afazeres da fazenda Green Gables não esperavam receber de presente a garota tagarela que não esconde a felicidade por estar indo para seu novo lar. O clássico de L.M. Montgomery lançado em 1908 nos brinda com o mundo de descobertas e de imaginação de Anne Shirley que trás de volta toda a magia da infância para jovens e adultos de todas as idades.

Anne Shirley, a garotinha que acaba indo parar por engano na fazenda de Green Gables, é inteligente, dramática, brincalhona e dona de uma imaginação muito fértil. Não gosta da sua aparência, se acha muito pálida e magricela, cheia de sardas, despreza seu cabelo vermelho, mas gosta do seu nariz. Diana Barry é sua “amiga do peito” e Gilbert Blythe é um menino muito chato que faz piada com seu cabelo.

Seu jeito único logo anima rapidamente a comunidade local e o livro narra de forma muito divertida inúmeros casos peculiares que vão desde cabelos verdes até vinhos de groselha.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...