março 14, 2019

[Livros] O Tempo Desconjuntado - Philip K. Dick

Título Original: Time Out Of Joint
Autor: Philip K. Dick
Editora: Suma
Páginas: 272
Gênero: Ficção Científica, Distopia
País: EUA
ISBN: 9788556510662
Classificação: ★★★
_______________

Gênio da ficção científica e um autor à frente de seu tempo, Philip K. Dick trouxe em seus romances, verdadeiras previsões que parecem cada dia mais plausíveis. Seu estilo perturbador e questionador torna a leitura de suas obras complexa e rica em significado e sentimento. O Tempo Desconjuntado é uma obra futurista escrita em 1959.

A narrativa nos apresenta um protagonista que vive uma vida comum, absolutamente previsível e que, apesar de viver cercado por seus familiares, se sente desconectado de sua própria vida. Esse sentimento se mostra cada vez mais pertinente quando ele passa a ter alucinações e a desconfiar se tudo o que está acontecendo, está, de fato, acontecendo. 

Com um forte contexto histórico - a Guerra Fria nos EUA - o livro aborda temas complexos e faz com que o leitor consiga perceber o clima que envolvia o cenário literário da época e inspirou a publicação de O Tempo Desconjuntado. O medo, a incerteza e a constante disputa ideológica foram bem representados na trama e podem ajudar a compreender os acontecimentos e seu desenrolar.

De uma forma perturbadora, bastante característica do autor, esse é um livro que nos leva a questionar se aquilo em que acreditamos é mesmo realidade. Afinal, tudo o que acontece é apenas uma versão que contamos para nós mesmos e o tempo nem sempre é confiável.

Sinopse: Um romance impressionante de um dos maiores nomes da ficção científica. Philip K. Dick faz o leitor duvidar do real e se perguntar a todo momento até que ponto a paranoia é justificada. Com edição especial em capa dura e projeto gráfico arrojado, uma obra inédita de Philip K. Dick chega ao Brasil, trazendo um retrato único da construção do medo, da desconfiança e da própria realidade. Ragle Gumm tem um trabalho bastante peculiar: ele sempre acerta a resposta para um concurso diário do jornal local. 

E quando ele não está consultando seus gráficos e tabelas para o trabalho, ele aproveita a vida tranquila em uma pequena cidade americana em 1959. Pelo menos, é isso que ele acha. Mas coisas estranhas começam a acontecer. Primeiro, Ragle encontra uma lista telefônica e todos os números parecem ter sido desconectados. Depois, uma revista sobre famosos traz na capa uma mulher belíssima que ele nunca tinha visto antes, Marilyn Monroe. 

E para piorar, objetos do dia a dia começam a desaparecer e são substituídos por pedaços de papel com palavras escritas, como “vaso de flores” e “barraca de refrigerante”. A única alternativa que Ragle encontra para descobrir o que está acontecendo é fugir da cidade e de todos esses acontecimentos bizarros, contudo, nem a fuga nem a descoberta serão tão fáceis quanto ele imaginava.

março 02, 2019

[Livros] Professor Feelgood - Leisa Rayven (Masters Of Love #2)

Título Original: Professor Feelgood
Autor: Leisa Rayven
Editora: Globo Alt
Páginas: 368
Gênero: Romance, New Adult
País: Austrália
ISBN: 9788525065711
Classificação: ★★★
_______________

Segundo livro da série Masters Of Love, Professor Feelgood é o tipo de romance que conquista o nosso coração e arruína qualquer chance de encontrar o cara perfeito no mundo real. Ainda mais intenso que seu antecessor, esse livro traz um escritor como protagonista e fala sobre o lado mais doloroso do amor: seu fim.

A escrita deliciosa de Leisa Rayven se prova mais uma vez capaz de despertar todo o tipo de sentimento em suas leitoras. Personagens bem desenvolvidos e repletos de traumas do passado, compõem uma bonita história de superação e amor. Os poemas escritos pelo Professor são simplesmente encantadores e narram de forma visceral o desamor e a dor de perder a quem se ama.

A assistente editorial Asha recebe o desafio de encontrar um material bom o bastante para transformar em bestseller. Fã assídua de um escritor na internet, ela decide contatá-lo e tentar publicar seus dolorosos textos em uma coletânea. O contato entre os dois, no entanto, não é muito amigável e, apesar de aparentar ser um homem arrogante e grosseiro, Asha descobre que o misterioso Professor esconde segredos que ela nem imagina.

Os clichês típicos dos new adults se fazem presentes nesse romance mas, como nos livros anteriores da autora, adaptados em uma história incrível. O valor que os escritos do personagem agregaram ao romance é imensurável e deveriam render um livro à parte. Cada poema contém uma dose brutal de dor e tristeza que são dosados para equilibrar uma trama cheia de momentos descontraídos.

Um dos meus livros favoritos da autora, Professor Feelgood traz mais do que a história de um bad boy que precisa de redenção, é um livro sobre como o amor pode despedaçar alguém e destruir todos ao redor.

Sinopse: Romântico e atual, o guardado segundo livro da série de Mr. Romance (Masters of Love) traz o humor e os personagens envolventes característicos de Leisa Rayven. Asha Tate é uma ambiciosa assistente editorial. Romântica ao extremo, ela sonha com um amor que a leve às alturas. O homem ideal deve preencher todos os requisitos de sua longa lista – e talvez seja por isso que ela ainda não o tenha encontrado. Mas o romance fica em segundo plano quando o assunto é carreira, e tudo indica que ela está prestes a ser promovida. 

No entanto, para conseguir o cargo dos seus sonhos, ela deve achar um best-seller que balance o mercado editorial. Ela só não imagina que será balançada com ele. Em busca do próximo sucesso de vendas da editora Whiplash, Asha acaba entrando em contato com o Instagram do misterioso Professor Feelgood, que tem milhões de seguidores e um grande potencial de vendas. Mais do que apenas fotos sensuais de seu incrível corpo, o Professor posta poemas angustiados que atingem em cheio a sua alma. Mas o homem por trás da página acaba sendo bem diferente do que ela imaginava.

Claro, seu corpo é lindo e seu rosto é de morrer, mas ele é intenso, arrogante e parece ter raiva do mundo todo – principalmente dela. Logo, o projeto dos sonhos de Asha parece ter tudo para se tornar um grande pesadelo. Para piorar, a atração que parece queimar entre ela e o Professor não ajuda em nada a manter sua cabeça no lugar. Dividida entre traumas do passado, sua carreira ascendente e sentimentos conflitantes, Asha terá que descobrir como publicar um sucesso editorial, resolver suas questões pessoais e, acima de tudo, lidar com o complexo professor

fevereiro 11, 2019

[Livros] O Amor Nas 4 Estações - Victor Degasperi

Título Original: O Amor Nas 4 Estações
Autor: Victor Degasperi
Editora: Faro
Páginas: 176
Gênero: Crônicas
País: Brasil
ISBN: 9788595810464
Classificação: ★★★
_______________

Uma coletânea linda - em todos os sentidos - de textos sobre o amor, esse é um livro para ser lido aos poucos, seguindo a mudança dos dias, da vida, das estações. Victor Degasperi escreve sobre o amor como só alguém que já o sentiu de verdade poderia.

Com uma diagramação maravilhosa e ilustrações em aquarela, esse livro nos transporta para um cenário belo em que o amor e o romantismo predominam o ano todo. As mensagens cheias de sensibilidade dialogam com o leitor e nos remetem às pessoas que tanto significam em nossas vidas. É impossível não se emocionar com as palavras de Degasperi.

A mudança das estações é uma metáfora belíssima para o tempo e também para a forma como nós estamos em constante mudança, bem como nossos relacionamentos. Dividido em quatro partes - as quatro estações - mais uma, O Amor nas 4 Estações traz uma bela história de aprendizado e evolução quando lido por inteiro. Cada fase da nossa vida nos é necessária e é preciso aceitar o inverno mais rigoroso para encarar uma bela primavera.

Assim, em ciclos, o livro se encerra como começou, trazendo o outono e a promessa de que tudo se inicia novamente mas nunca igual. A última folha que cai no outono e a última folha do livro tem muito em comum, nos trazem a esperança de que todo fim representa aprendizado e esperança pelo que vem pela frente.

Sinopse: Experimentar a vida em sua essência, valorizar cada momento, cada evento, cada cair de chuva, farfalhar de árvores. Sentir a vida, a alma, o infinito... tudo parece utópico e lúdico demais? Mas é um desafio diário de viver cada momento de verdade e com intensidade, e depois disso, tudo passa a valer a pena!

Um livro de crônicas sobre a vida e suas nuances, permeando as quatro estações do ano. Mais do que celebrar o amor, o autor nos desafia a a viver um ano inteiro prestando atenção aos detalhes diários que tornam a nossa vida uma grande aventura, e que muitas vezes, deixamos passar.

Victor aceitou esse desafio, e durante um ano viu a vida com os olhos de quem quer achar beleza em tudo, e isso mudou a forma como ele enxergou o mundo. E agora ele faz um convite para você viver a própria vida com intensidade, olhar o amor de outra maneira, de fazer uma releitura do nosso coração.

Sua proposta é de fazer uma leitura do nosso próprio coração. Este é um convite para viver, em profundidade, as nossas próprias estações.

“Quando a felicidade diz que não há nada que você poderia fazer a não ser ir, o coração já pulou. Os grandes momentos das nossas vidas partem de mergulhos corajosos.”

janeiro 31, 2019

[Frases] Outros Jeitos de Usar a Boca - Rupi Kaur


Olá, booklovers, tudo bem com vocês? Hoje eu resolvi separar alguns dos meus quotes favoritos de Outros Jeitos de Usar A Boca da Rupi Kaur para compartilhar com vocês. Essa foi a minha melhor leitura de 2018 e até agora eu ainda não encontrei leite e mel suficientes para falar sobre ele. Talvez os próprios poemas da autora possam dizer como eu me senti ao lê-los.

"ela era uma rosa
mas quem a pegou na mão
não tinha intenção
de guardá-la"

"eu sei que eu
devia desmoronar
por motivos melhores
mas você por acaso já viu
aquele menino ele deixa
o sol de
joelhos toda
noite"

"não quero ter você
para preencher minhas partes vazias
quero ser plena sozinha
quero ser tão completa
que poderia iluminar a cidade
e só aó
quero ter você
porque nós dois juntos
botamos fogo em tudo"

"você dá cada vez mais até
que arranquem tudo o que você tem
e te deixem vazia"

"a vantagem de sentir os extremos é que
quando eu amo eu dou asas
mas isso talvez não seja
uma coisa tão boa porque
eles sempre vão embora
e você precisa ver
quando quebram meu coração
eu não sofro
eu estilhaço"

"fica
eu sussurrei
enquanto
você fechava a porta"

"a solidão é um sinal de que você está precisando desesperadamente de si mesma"

*Trechos extraídos do livro Outros Jeitos de Usar a Boca.

janeiro 22, 2019

[Livros] Mitologia Nórdica - Neil Gaiman

Uma recontação das mais famosas lendas nórdicas, o livro de Neil Gaiman é uma bela homenagem à riqueza da cultura germânica. Inspirado pelas histórias de Odin, Thor, Loki, Frey e tantas outras divindades, o autor mantém o tom cômico que lhe é característico e nos leva à origem da existência segundo a mitologia nórdica.

Fiz uma lista de 5 bons motivos para ler a versão de Gaiman da Mitologia Nórdica:

1 - Gaiman é um dos melhores e mais aclamados autores de contos e romances fantásticos da atualidade. Ele é membro da Royal Society Of Literature. Escreveu livros e graphic novels que já foram adaptados para o cinema e para a televisão.

2 - A mitologia nórdica foi revisitada por Gaiman mas manteve um grande apego aos detalhes originais. Muitas das histórias são extremamente fiéis às lendas nórdicas.

3 - A comicidade presente em grande parte das histórias faz com que conheçamos uma outra faceta dos deuses nórdicos, fanfarrões e mais complexos do que o Universo Marvel popularizou.

4 - As edições em capa dura - tanto a preta quanto a azul de luxo - são maravilhosas. Exemplares belíssimos que guardam histórias passadas de geração em geração oralmente pelos povos germânicos.

5 - Loki e suas peripécias. Se a fantástica mitologia nórdica ainda não tiver convencido vocês a ler esse livro, o deus da trapaça convencerá. Mais arteiro do que nunca, Loki faz todo tipo de pegadinha, brincadeira e maldade arranjando confusão por onde passa. Inconsequente, charmoso e debochado, ele rouba a cena em todas as adaptações das lendas nórdicas e desta vez não é diferente.

Sinopse: Neil Gaiman tem sido inspirado pela mitologia antiga na criação dos reinos fantásticos de sua ficção. Agora ele volta sua atenção para a fonte, apresentando uma versão bravura das grandes histórias do norte.


Na mitologia nórdica, Gaiman permanece fiel aos mitos ao prever o maior panteão dos deuses nórdicos: Odin, o mais alto dos altos, sábios, ousados ​​e astutos; Thor, filho de Odin, incrivelmente forte, mas não o mais sábio dos deuses; E Loki-filho de um irmão de sangue gigante para Odin e um malandro e insuperável manipulador.

Gaiman modela essas histórias primitivas em um arco romântico que começa com a gênese dos nove mundos lendários e mergulha nas façanhas de deidades, anões e gigantes. Uma vez, quando o martelo de Thor é roubado, Thor deve disfarçar-se como uma mulher - difícil com sua barba e enorme apetite - para roubá-lo de volta. Mais pungente é o conto em que o sangue de Kvasir - o mais sagaz dos deuses - se transforma em um hidromel que infunde bebedores com poesia. O trabalho culmina em Ragnarok, o crepúsculo dos deuses e o renascimento de um novo tempo e de pessoas.

Através da prosa hábil e espirituosa de Gaiman surgem esses deuses com suas naturezas ferozmente competitivas, sua susceptibilidade a ser enganados e enganar os outros e sua tendência a deixar a paixão inflamar suas ações, fazendo com que esses mitos há muito tempo respirem uma vida pungente novamente.

janeiro 18, 2019

[Dicas] Cupons de Desconto em Livros

Olá, booklovers! Já fiz alguns posts aqui sobre como aumentar a coleção de livros na estante sem gastar muito e dessa vez eu vim mostrar um site incrível de descontos para aproveitar as melhores ofertas.

Vocês, com certeza, já conhecem ou já usaram cupons de desconto. Na Black Friday, na Semana da Mulher e em outras datas comemorativas, as livrarias online liberam descontos para os leitores. Mas e se pudéssemos encontrar esses cupons em qualquer data? Sem ter que esperar março ou novembro?

O Cupom Válido é um site que reúne centenas de cupons - atualizados constantemente - em diversas lojas e livrarias virtuais.

Quem me acompanha sabe o quanto eu amo comprar no Submarino, na Saraiva, Livraria Cultura e na Amazon. Essas quatro lojas - que, inclusive, são parceiras da Cupom Válido - sempre me trazem experiências de compra imperdíveis e quando encontro descontos nos meus livros desejados, eu não tenho limites. Literalmente.

Vocês costumam usar cupons de desconto? Já conheciam esse site? Comprem muitos livros e me contem depois o quanto vocês economizaram. <3

janeiro 15, 2019

[Séries] Análise de You (Você) da Netflix


Olá, booklovers! Tudo bem com vocês? Hoje vim conversar um pouquinho com vocês sobre a série "You" da Netflix. Um thriller incrível, essa série que foi adaptada do livro homônimo é de tirar o fôlego.

Sinopse: You conta sobre "Joe", um gerente de livraria que se envolve com um de seus clientes, uma jovem chamada "Beck". Mas quando Joe se apaixona por alguém, o amor pode rapidamente transformar-se em obsessão.


É aquele tipo de série que nos faz pensar sobre até onde iríamos para proteger quem amamos e qual é o limite entre obsessão e amor. Fiz algumas considerações sobre pontos importantes a serem analisados:

1 - A série ser narrada a partir do ponto de vista de um psicopata faz de todos os eventos altamente questionáveis.

2- A metáfora da dependência emocional muitas vezes comparada à dependência química é brilhante.

3 - As falhas dos personagens - expostas a partir do ponto de vista do narrador - tentam justificar tudo o que acontece com eles e, algumas vezes, conseguem. O que é muito errado.

4 - O ciclo de maus-tratos e o impacto da violência no desenvolvimento de uma criança.

5 - Nossa busca desesperada e nada saudável por atenção que nos faz vulneráveis.

6 - O fato de que aceitamos o amor que acreditamos merecer quando muitas vezes merecemos mais.

7 - As dificuldades de ser mulher e ser respeitada por seu trabalho como um homem seria nos campos profissional e acadêmico.

8 - A procrastinação como uma fuga da realidade.

9 - As redes sociais como uma arma e como manipuladoras da realidade.

10 - O conceito de amor vs. possessividade. Até onde alguém iria por amor. O que é aceitável? É possível confiar em alguém de verdade?

11 - Sem mencionar todas as referências literárias que fazem paralelos importantes com a série em momentos específicos. Sylvia Plath (a redoma), O Conde de Monte Cristo (a vingança), O Morro dos Ventos Uivantes (a segurança financeira em detrimento do amor), Os Três Mosqueteiros (a lealdade acima de tudo) e por aí vai... Cada um deles sendo citado no momento mais propício para representar o que está acontecendo.

Falei um pouco mais sobre cada um desses pontos lá nos stories salvos em destaques "YOU" no Instagram. Enfim, é uma série incrível cheia de suspense, mistério e cenas de tirar o fôlego, literalmente. Brilhante do início ao fim, deixa um gancho interessante para uma possível continuação e como todo bom thriller adaptado, nos deixa ávidos pelo livro original.

janeiro 09, 2019

[Livros] Memória do Mar - Khaled Hosseini

Título Original: Sea Prayer
Autor: Khaled Hosseini
Editora: Globo
Páginas: 64
Gênero: Poesia, Memórias
País: EUA
ISBN: 9788525066749
Classificação: ★★★
_______________

Poético, devastador e real, Memória do Mar é um livro bonito que traz uma história cruel. Khaled Hosseini se inspirou na memória de Alan Kurdi, o garotinho sírio de três anos que se afogou enquanto tentava atravessar o mar Mediterrâneo para se refugiar na Europa. Outra vítima de uma guerra que ele mesmo nunca viria a entender, o pequeno não encontrou neste mundo a paz que merecia.

Com ilustrações em aquarela e um texto cheio de sentimento e emoção, Memória do Mar é uma mistura de homenagem, prece e crítica. É um culto à memória daqueles que perderam suas vidas em busca de uma vida melhor, uma prece por misericórdia e uma crítica àqueles que fecham seus olhos e suas fronteiras para os que precisam de ajuda.

A crise dos refugiados, de diferentes lugares e por diferentes motivos, desperta em nós sentimentos mistos: há tanto a ser feito e tão pouco a nosso alcance. Se por um lado, desejamos ajudar, por outro, temos medo ou não sabemos como. Pequenas atitudes como doações para ACNUR - agência da ONU que cuida das questões dos refugiados - e até mesmo o diálogo sobre a desconstrução de preconceitos no que diz respeito aos refugiados e/ou imigrantes já fazem a diferença.

A foto que tornou famosa a história de Alan Kurdi é cruel e devastadora, seu corpinho na areia representa o fracasso de todos nós como humanidade. As palavras bonitas de Khaled Hosseini escondem a dor da despedida, da injustiça e da saudade. O mundo não foi capaz de cuidar de sua alma inocente - e de tantas outras que foram e ainda são perdidas da mesma forma -, o mar, então, carregou-a para longe por saber que ele merecia mais do que essa vida poderia lhe dar.

Sinopse: Um pai embala o filho enquanto contempla a noite em uma praia, à espera do amanhecer que trará o barco que os levará a uma nova vida do outro lado do Mediterrâneo. O homem conta para o menino sobre as lembranças da Síria de sua infância, um país encantador que foi destruído pela guerra, obrigando não apenas aquela pequena família, mas milhares de outras, a juntar todos os seus pertences e embarcar rumo ao desconhecido.

Publicada em edição capa dura e ricamente ilustrada, a obra é inspirada na história de Alan Kurdi, o refugiado sírio de três anos de idade que se afogou no mar Mediterrâneo quando tentava chegar à segurança na Europa. Escrita com toda a sensibilidade de Khaled Hosseini, A memória do mar é uma obra de amor e esperança.

janeiro 08, 2019

[Livros] O Perfuraneve - Lob; Rochette; Legrand

Título Original: Le Transperceneige
Autor: Jacques Lob; Benjamin Legrand; Jean-Marc Rochette
Editora: Aleph
Páginas: 280
Gênero: HQ, Ficção Científica
País: França
ISBN: 9788576572121
Classificação: ★★★
_______________

Uma graphic novel distópica, O Perfuraneve é um clássico da ficção científica há décadas e por ter sido adaptada para o cinema, despertou nos últimos anos a atenção de uma nova geração de leitores críticos e conscientes a respeito dos problemas políticos, econômicos e sociais da nossa época. Alegoria brilhante da realidade, o livro traz temas como a estratificação social, conflitos políticos, a corrida tecnológica, sustentabilidade e a doutrinação religiosa num futuro desolador.

Após um desastre climático, a humanidade foi dizimada pelo frio. O gelo cobre toda a superfície terrestre e os únicos sobreviventes foram os passageiros do expresso Perfuraneve. Uma composição que se mantém circulando em moto-contínuo desde a catástrofe. Construída como uma forma de entretenimento antes de tudo isso, o trem de mil e um vagões tem uma luxuosa estrutura autossustentável que acaba por abrigar os últimos seres do planeta.

Toda a desigualdade social que existe no mundo é reproduzida em uma escala proporcional dentro do expresso. Os últimos vagões estão apinhados de pessoas pobres, estes são alimentados com ração e trabalham incansavelmente. As coisas que eles já foram obrigados a fazer para sobreviver não podem ser narradas e em um número consideravelmente maior que as demais classes, eles sonham com o que deve haver nos outros vagões.

A classe média vive com conforto, produzindo sua própria comida e trabalhando para manter o sistema em funcionamento. Dentre eles, alguns repudiam os "fundistas" e os consideram a escória do Perfuraneve, enquanto outros lutam por mais igualdade e defendem os ideais da maioria. Qualquer conexão com o sistema político vigente é mera coincidência.

Os ricos, dentre eles os religiosos e os militares, comandam o expresso e têm interesse em manter a desigualdade social que os sustenta no poder. Políticas discriminatórias e abusivas, além de uma doutrinação que coloca a "máquina" no lugar de "deus" como a salvação dos aflitos, fazem com que o povo se mantenha grato por sua situação e não se revolte. A mídia televisiva manipula e ilude os passageiros que acreditam no que quer que seja veiculado.

O Perfuraneve reúne três diferentes histórias e, na principal delas, narra a jornada de um fundista que ousa se rebelar contra o sistema. Os desdobramentos dessa rebelião são acompanhados nas outras duas tramas dando ênfase em outros personagens. Apesar de ser bem diferente de sua adaptação para o cinema - adaptação esta que é, na minha opinião, até superior aos quadrinhos - em ambas as narrativas há uma crítica forte ao capitalismo, à desigualdade social, à alienação e à religião. É uma obra-prima que precisa ser lida, absorvida e compreendida, especialmente em momentos como este em que uma espessa camada de neve parece cegar as pessoas para o que acontece ao seu redor.

Sinopse: Considerada uma das melhores HQ's de ficção científica, a trama de O Perfuraneve se passa na terrível e eterna Era do Gelo, onde a sobrevivência humana parece impossível. Porém, cruzando as infinitas terras devastadas, o último bastião da humanidade segue, imparável, sobre os trilhos: o Perfuraneve. Esse trem fantástico, de tecnologia revolucionária, é capaz de cruzar a Terra eternamente em moto-contínuo, abrigando os últimos representantes da espécie humana. O que seria a salvação do homem, no entanto, torna-se com o tempo uma cruel reprodução dos bons e velhos mecanismos que levaram o planeta à destruição, incluindo a rígida estratificação social, a opressão política como forma de dominação, o embuste religioso e a consequente alienação.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...