outubro 03, 2011

Labios Compartidos - Maná (Amar Es Combatir - 2006)

Lábios Compartilhados

Meu amor, se estou embaixo do vai e vem de tuas pernas
Se estou perdido num vai e vem de quadris.
Isto é o céu, é meu céu

Amor fugido,
Me pega, me deixa, me aperta e me atiras de lado.
Te vais a outros céus e regressas como um beija-flor
Me tens como um cachorro a teus pés.

Outra vez minha boca insensata
Volta a cair em tua pele
Volta a mim tua boca e me provoca
Volto a cair de teus peitos a teu par de pés.

Lábios compartilhados,
Lábios divididos meu amor.
Eu não posso compartilhar teus lábios.
Nem compartilho o engano,
Nem compartilho meus dias nem a dor.
Já não posso compartilhar teus lábios,
Oh amor, oh amor, compartilhado.

Amor mutante
Amigos com direito e sem direito de ter-te sempre
E sempre tenho que esperar paciente
O pedaço que me sobra de ti.
Relâmpagos de álcool
As vozes sozinhas choram no sol heee!
Minha boca em chamas torturada,
Te despes anjo, logo te vas.

Outra vez minha boca insensata
Volta a cair em tua pele de mel
Volta a mim tua boca dói
Volto a cair de teus peitos a teu par de pés.
Lábios compartilhados,

Lábios divididos meu amor.
Eu não posso compartilhar teus lábios.
Nem compartilho o engano, nem compartilho meus dias nem a dor.
Já não posso compartilhar teus lábios,
Que me parta um raio
Que me enterre o esquecimento, meu amor!
Mas não posso mais compartilhar teus lábios
Compartilhar teus beijos, lábios compartilhados!

Te amo com toda minha fé sem medida
Te amo ainda que estejas compartilhada
Teus lábios têm o controle.

Te amo com toda minha fé sem medida
Te amo ainda que estejas compartilhada
E segues tu com o controle.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...