junho 11, 2013

[Livros] Garota, Interrompida - Susanna Kaysen

Título Original: Girl, Interrupted
Autor: Susanna Kaysen
Editora: Única
Páginas: 190
Gênero: Biografia
País: E.U.A.
ISBN: 9788573128628
Classificação★★★★☆

_______________

Confesso que eu já sabia o que esperar de Garota, Interrompida, por já ter assistido o filme inspirado no livro mais de dez vezes, eu amo as atuações da finada e linda Brittany Murphy e Angelina Jolie, que inclusive, ganhou o Oscar pelo papel. Talvez a mais sem graça, no livro e no filme seja a própria Susana, a protagonista nos conta sua história de um jeito envolvente, alternando entre seus devaneios ou tentativas suicidas e seus momentos lúcidos (que são muitos, por incrível que pareça). 

E isso é o mais estranho na história, Susana é diagnosticada com 'personalidade limítrofe', ela teve crises depressivas, tentou se matar, tem comportamento promíscuo, porém é de longe a mais sã das jovens internadas no hospital psiquiátrico McLean. Lá, ela é obrigada a conviver com pessoas que tem problemas e distúrbios de personalidade muito mais severos que os dela, alguns possivelmente nunca recuperáveis. Então acho que aí está a maior diferença entre o filme e o livro, a autora Susanna nos conta suas memórias, e nada mais justo do que ser a protagonista e o centro da história, mas é notável como as personagens Daisy e especialmente Lisa, são muito mais interessantes e talvez merecessem um espaço maior no livro, assim como foi no filme. 

Eu adorei tudo no livro, desde a capa maravilhosa, cor-de-rosa choque, com trechos do livro em verniz localizado (amei isso) até os relatórios médicos, cuidadosamente colocados entre alguns capítulos explicando o diagnóstico de Susanna. É um livro fininho e por isso li ele em menos de três horas, a leitura flui, apesar de explorar aspectos psicológicos e nos fazer questionar nossa própria sanidade. Recomendo muito e para quem não assistiu o filme, assista também, porque o filme traz mais complexidade à história. Separei alguns quotes para vocês, que são realmente de fazer pensar.

"Outro aspecto curioso do universo paralelo é que, embora ele seja invisível pelo lado de cá, depois que entramos fica fácil enxergar o mundo do qual viemos. Às vezes, o mundo do qual viemos, parece vasto e ameaçador, trêmulo e instável como uma imensa gelatina; outras vezes, é uma miniatura fascinante, girando, reluzente em sua órbita. De uma maneira ou de outra, não há como descartá-lo. De todas as janelas de Alcatraz dá para ver São Francisco."

Sinopse: Quando a realidade torna-se brutal demais para uma garota de 18 anos, ela é hospitalizada. O ano é 1967 e a realidade é brutal para muitas pessoas. Mesmo assim poucas são consideradas loucas e trancadas por se recusarem a seguir padrões e encarar a realidade. Susanna Keysen era uma delas. Sua lucidez e percepção do mundo à sua volta era logo que seus pais, amigos e professores não entendiam. E sua vida transformou-se ao colocar os pés pela primeira vez no hospital psiquiátrico McLean, onde, nos dois anos seguintes, Susanna precisou encontrar um novo foco, uma nova interpretação de mundo, um contato com ela mesma. Corpo e mente, em processo de busca, trancada com outras garotas de sua idade. Garotas marcadas pela sociedade, excluídas, consideradas insanas, doentes e descartadas logo no início da vida adulta. Polly, Georgina, Daisy e Lisa. Estão todas ali. O que é sanidade? Garotas interrompidas.

"As pessoas me perguntam: como você foi parar lá? O que querem saber, na verdade, é se existe alguma possibilidade de também acabarem lá. Não sei responder à verdadeira pergunta. Só posso dizer: é fácil."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...