março 09, 2014

[Livros] O Silêncio das Montanhas - Khaled Hosseini

Título Original: And The Mountains Echoed
Autor: Khaled Hosseini
Editora: Globo Livros
Páginas: 352
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788525054081
Classificação★★★★★
_______________

Depois de me emocionar com a leitura de O Caçador de Pipas e A Cidade do Sol, achei que não poderia gostar ainda mais de um livro do autor. Eu estava enganada. O Silêncio das Montanhas traz valiosas lições de vida, histórias tocantes e reflexões profundas. Tudo o que me conquista numa boa leitura.

O livro, que tem um desenvolvimento complexo, traz a história dos irmãos Pari e Abdullah, que sempre foram inseparáveis. Após o falecimento da mãe, no parto de Pari, o pai das crianças, já endurecido pela vida, não soube suprir a carência materna da pequena. Abdullah foi quem teve com ela paciência e lhe deu o afeto necessário.

Quando falo da complexidade do livro é porque cada capítulo trata de uma época diferente na vida de cada personagem. Algumas vezes fora da ordem cronológica, isso dificulta um pouco o andamento e entendimento da história. Mas nada que atenção reforçada não resolva, se você tiver de voltar e ler um capítulo novamente, não estranhe. Isso acontece mesmo.

Pari e Abdullah são então separados na infância e o que veremos a seguir é o relato dos anos que se seguiram a esse afastamento. A ausência de um na vida do outro, como isso os afetou e como seus caminhos sempre estarão interligados. Muitos outros personagens são acrescentados à história e cada um deles tem seu devido valor. Cada conexão é importante e Khaled é o homem das conexões, poucas pontas ficaram soltas e as que ficaram provavelmente não tiveram importância para o autor.

O enredo brilhante e comovente cruza décadas e atravessa fronteiras. A distância e o tempo não podem destruir alguns laços, afinal o destino existe para nos colocar no caminho de certas pessoas. Pessoas que nunca deveriam ter nos deixado ou que de fato, nunca nos deixaram. Vocês vão se emocionar e se surpreender com essa linda história de amor fraterno, amor eterno. Eu me apaixonei pelos personagens, pela maioria deles. Cada um como seu fardo pesado buscando redenção. 

Recomendo demais a leitura. É difícil resenhar um livro de Hosseini, esse é um contador de histórias nato. Seus livros são tão bons que minhas palavras não parecem ser o bastante. Acho que nada do que eu diga a vocês pode demonstrar o quanto esse livro mexeu comigo. Incrível, fascinante e ao mesmo tempo cheio de uma realidade cruel: a de que o tempo não volta e algumas escolhas nunca podem ser desfeitas.

"O pai era diferente. O pai era mais duro. Seus olhos viam o mesmo mundo que a mãe, mas sem nenhum entusiasmo. Uma labuta sem fim. O mundo do pai era inclemente. Nada de bom era obtido de graça. Nem amor. Todas as coisas tinham um preço. E, se você fosse pobre, o sofrimento era uma moeda corrente." (p. 31)

Sinopse: O Silêncio das Montanhas traz como protagonista os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos. Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens. Paralelamente à trama principal, Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações. 

Assim como em O Caçador de Pipas, o autor explora as maneiras como os membros sacrificam-se uns pelos outros, e muitas vezes são surpreendidos pelas ações de pessoas próximas nos momentos mais importantes. Segundo o próprio Hosseini, o novo título "fala não somente sobre a minha própria experiência como alguém que viveu no exílio, mas, também sobre a experiência de pessoas que eu conheci, especial os refugiados que voltaram ao Afeganistão e sobre cujas vidas tentei falar tanto como escritor quanto como representante da Organização das Nações Unidas. Espero que os leitores consigam amar os personagens de O Silêncio das Montanhas tanto quanto eu os amo". 

Seguindo os personagens, mediante suas escolhas e amores pelo mundo - de Cabul a Paris, de São Francisco à Grécia -, a história se expande, tornando-se emocionante, complexa e poderosa. É um livro sobre vidas partidas, inocências perdidas e sobre o amor em uma família que tenta se reencontrar.

"Ausente. Desaparecida. Sem deixar vestígio. Sem explicação. Nada a não ser as palavras de Parwana: - Tinha de ser ela. Desculpe, Abdullah. Tinha de ser ela. 
O dedo cortado para salvar a mão." (p. 51)


17 comentários:

  1. Ei Mari!!
    Muito obrigada pela sua visita no blog! volte sempre, ficarei super feliz! <3
    e muito obrigada também por estar seguindo o blog! Já estou te seguindo também! Vc é uma fofa!
    eu amei sua resenha sobre o silencio das montanhas! gostaria de lê-lo algum dia! parece ser um livro muito bom, já ouvi várias pessoas falando bem!

    Beijos!! ;*

    http://bettinablanco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu estava na duvida se lia esse livro ou não, mas adorei essa sua resenha, deve ser não, é emocionante demais!

    Já estou seguindo seu blog tb amiga!

    Beijinhos ;)

    http://closettgarden.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. oi
    esse autor é muito bom, adorei o caçador de pipas, mas principalmente a cidade do sol, que me fez chorar horrores. Ele certamente é um contador de história, e também acho difícil falar dos livros dele, porque parece que nunca dá para explicar exatamente o quanto ele é bom. Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, na verdade sua resenha é a primeira que vejo dele. Estou imensamente curiosa, espero ter a oportunidade de lê-lo logo.
    tem postagem nova no meu blog
    espero sua visita
    bjs

    -TÍTULOS DE LIVROS

    ResponderExcluir
  4. Li o caçador de pipas e fiquei muito apaixonada pela história, que é realmente muito linda! Essa é a primeira resenha que leio sobre esse livro e me parece que você amou o livro, espero em breve adquirir outros livros do autor, no caso esse e cidade do sol também que já me falaram que é ótimo!

    Um beijão :*

    http://justonemomentt.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari,
    tudo bem?
    Eu ainda não li nenhum dos livros desse autor. Engraçado, eu já tinha visto a capa desse livro e ela não chamou minha atenção. nem sabia que era do mesmo autor do Caçador de Pipas.
    Você escreveu de forma tão emocionada, que o livro deve ser muito bom mesmo. Muito triste eles perderem a mãe e ainda serem separados.
    Como sempre, gostei muito da sua resenha e saio daqui com mais um livro na lista.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    gostei muito de sua resenha, que me fez decidir em ler esse livro, realmente esse autor é muito bom, e suas obras valem à pena serem lidas. Agradeço o incetivo que me deu para ler o esse livro, suas palavras foram o bastante para eu fazer a escolha de ler esse livro, obrigada!

    Estou seguindo o seu blog, retribui?

    http://amandatrindadepalavrasaovento.blogspot.com.br/

    Abraços e boas leituras!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mari, como tá?
    Se eu te disser: Tenho um problema com este autor. Não curti O caçador de pipas... pra falar a verdade, só aguentei ler as primeiras páginas. Achei MEGA parado e sem graça >< Sei lá, talvez n seja meu estilo, ou algo assim. Ou talvez, o livro seja paradinho mesmo... Mas, enfim, sei que nem consegui terminá-lo e dei de presente para uma amiga.
    Abraços
    http://incriativos.blogspot.com.br/2014/03/um-grito-de-amor-do-centro-do-mundo.html

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada desse autor, mas adorei sua resenha, estou numa fase de terminar minha lista antes de comprar um novo. então vou deixar esse anotadinho pra outra hora...

    Estou seguindo aqui ;)

    Beijinhos,

    http://resenhaeoutrascoisas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mari.

    Comecei a ler este livro, mas parei. Não que seja ruim, mas porque tinha que ler os livros de parceria rs e logo vou termina-lo e pelo que já li ele é muito emocionante.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mari. Li esse livro sem esperar nada e MEU DEUS. Achei fantástico. As reviravoltas e acontecimentos únicos são realmente de tirar o fôlego, não é de se admirar que você tenha tido as reações descritas. Quero muito ler outros livros dele.

    Beijos,
    Juan Silva - http://asasliterarias.com/

    ResponderExcluir
  11. que intrigante terra, essa de Cabul... tenho uma grande amiga lá, e os horrores diários de guerra que ela me conta cortam-me o coraçao em dois. outro livro que também fala deste sítio, mas menos romanceado, e mais real, é o Cabul no Inverno - Vida sem paz no Afeganistão (http://portugues.free-ebooks.net/ebook/Cabul-no-Inverno-Vida-sem-paz-no-Afeganistao). Recomendo!

    ResponderExcluir
  12. Oi xará! :)

    Nunca li nada do autor mas, assim como você, vejo muita gente falar muito bem das suas obras. Não tinha ouvido falar desse livro em especial, mas parece ser tão incrível quanto os outros. Não é o meu gênero preferido, mas por ser uma história que traz uma reflexão interessante já ganha pontos na minha listinha. Adorei a dica.

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oie amiga =)
    você é masoquista literária, só pega livros que a faz chorar. rs
    Tenho certeza que ficarei tão emocionada quanto você quando estiver lendo.

    Beliscões da Máh ♥
    Blog
    Instagram

    ResponderExcluir
  14. Oi, Mari!
    Nunca li nada desse autor, mas sempre ouvi falar muito bem. Tenho A Cidade do Sol, mas ainda não peguei para ler. Tenho a impressão, pelas resenhas que li, que ele sempre trata de assuntos que são comuns na região onde vive, essa questão de crianças separadas na infância, amigos que se separam... coisas que realmente acontece no mundo e que muitas vezes estamos tão envolvidos em nosso próprio mundo que não percebemos as coisas que acontecem lá fora. Ótima resenha, Mari.

    Beijos
    Rayssa
    http://diariosdleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Mari!
    Os livros dele realmente são ótimos!
    Estou com O Silêncio das Montanhas aqui, mas ainda não li. Sua resenha me despertou mais vontade de lê-lo, acho que vou passar na frente na minha fila de livros. Estou precisando ler um livro assim.
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi, Mari! Como vai?
    Nunca li um livro do Khaled Hosseini, apesar de estarem na minha lista. A história parece ser tristemente real, e acho que, se o tivesse em mãos agora, não o leria por medo de ficar triste. Minha mãe disse que A Cidade do Sol é um livro lindo e maravilhoso, e que eu preciso ler, mas se for triste... ai :'(
    Quando eu ler O Silêncio das Montanhas, é capaz de eu começar a chorar na parte em que a mãe deles morre. E eu provavelmente não gostarei do pai...
    Ah, odeio não ter palavras que digam o que quero dizer numa resenha, entretanto o silêncio, às vezes, é a melhor resposta.
    Beijos,
    Karol
    http://heykarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Mari! Fazendo uma visitinha.

    OMG! Ainda não li esse livro novo do Khaled Hosseini, amo os livros desse autor, e sei que esse novo livro dele irá me surpreender também! Ótima resenha, e muito lindo ficou o blog, perfeito. Parabéns!!

    Tony
    http://dicassliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...