fevereiro 17, 2017

[Livros] A Cabana - William P. Young

Título Original: The Shack
Autor: William P. Young
Editora: Arqueiro
Páginas: 248
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788580416343
Classificação★★★★★
_______________

A Cabana de William P. Young foi um dos livros que mais mexeram comigo. A história, que envolve uma jornada espiritual  e pessoal fantástica, me comoveu e compreendeu minhas próprias crenças sobre o que nos dá vida. Narrando a dor da perda de um filho, o autor coloca dois diferentes pontos de vista e os envolve com um laço de amor e perdão. 

Li A Cabana há aproximadamente dez anos e, de lá pra cá, minha fé se transformou várias vezes. Independentemente da minha religião, o conceito abstrato por trás do livro de Young ainda se encaixa na minha própria concepção de Deus. Foi isso o que me atraiu para a leitura tantos anos atrás e é o que ainda faz deste best-seller um dos melhores no gênero. 

A narrativa traz a história de Mack, um homem que perdeu sua filha de maneira brutal e acabou abandonando sua fé. Os questionamentos que o pai faz são cheios de raiva, rancor e sede de vingança, afinal, sua pequena Missy foi tirada dele. Sua crença em Deus acaba se fragmentando, bem como sua vontade de viver. Sua família sofre com seu distanciamento e, assim, ele começa a perder também tudo o que lhe restou. 

Deus, em uma representação espiritual bíblica - a Trindade -, no entanto, também sente que perdeu um filho e decide marcar um encontro com Mack para mostrar-lhe que nunca o abandonou. Com uma carta, então, Deus o convida para voltar à cabana onde Missy foi morta e dois sentimentos opostos motivam esse reencontro: o ódio de Mack e o amor de seu Pai. 

De uma forma muito bonita e tocante, cada um dos membros da Trindade - que provavelmente só tomou essa forma por conta da própria crença bíblica do protagonista - é representado por um tipo de pessoa e, aos poucos, os três conquistam lugar no coração de Mack e tentam provar que eles nunca quiseram fazê-lo sofrer. 

Me emocionei muito com todas as metáforas, representações e desconstruções religiosas que permeiam a trama. William P. Young não fala em momento algum sobre religião, ele fala sobre fé e mesmo para uma agnóstica como eu que crê em Deus como uma força motriz, é palpável esse amor que nos move, que nos motiva a seguir em frente. Um amor que, infelizmente, não consegue nos salvar do sofrimento, mas que sempre vai nos ajudar a levantar quando cairmos.

"- Isso significa que todas as estradas levam a você? 
- De jeito nenhum. (...) A maioria das estradas não leva a lugar nenhum. O que isso significa é que eu viajarei por qualquer estrada para encontrar você."

Sinopse: Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa velha cabana.  

Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o a voltar à cabana onde acontecera a tragédia. Apesar de desconfiado, ele vai ao local numa tarde de inverno e adentra passo a passo o cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre.

Em um mundo cruel e injusto, A cabana levanta um questionamento atemporal: se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar nosso sofrimento?

As respostas que Mack encontra vão surpreender você e podem transformar sua vida de maneira tão profunda quanto transformaram a dele. Você vai querer partilhar este livro com todas as pessoas que ama.  Esta edição especial inclui um texto inédito do autor, relembrando os 10 anos de sucesso que marcaram a trajetória do livro e contando detalhes da gravação do filme. Além disso, traz um caderno de fotos com cenas da adaptação desta emocionante história para as telas do cinema.

"A escuridão esconde o verdadeiro tamanho dos medos, das mentiras e dos arrependimentos. A verdade é que eles são mais sombra do que realidade, por isso parecem maiores no escuro. Quando a luz brilha nos lugares que vivem no seu interior, você começa a ver o que são realmente."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...