agosto 12, 2013

[Livros] A Menina Que Semeava - Lou Aronica

Título Original: Blue
Autor: Lou Aronica
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788581632407
Classificação★★★★★
_______________

A Menina Que Semeava foi uma agradável surpresa, confesso que não esperava gostar tanto da escrita de Lou Aronica, que nos envolve com magia, assim como o universo de Tamarisk. Outra vez, a Editora Novo Conceito me decepcionou na tradução do título, vocês sabem como eu detesto esse negócio de colocar 'A Menina...' no começo do título como estratégia de marketing para vender aos fãs de A Menina Que Roubava Livros (outra vez, Mari? sim, outra vez!). O título original do livro é Blue, e novamente vou dizer que quem o leu vai entender porque fazia mais sentido ter permanecido assim, mas eu entendo, é preciso conquistar alguns leitores pelo título, outros pela capa, poucos pelo conteúdo.

Conhecemos a história de Chris, um pai que viu seu mundo virar de cabeça para baixo quando sua ex-esposa Polly pediu divórcio e o afastou da pessoa que mais amava, sua filha Becky. Quando pequena, Becky teve câncer e em meio ao devastador tratamento quimioterápico, ela e o pai criaram um universo mágico onde poderiam se esconder de tudo de ruim que estava acontecendo, esse mundo mágico foi chamado de Tamarisk.

Tamarisk é detalhadamente descrita como um lugar incrível e especialmente bonito por conta da flora do lugar, criada por Chris, que no mundo real é um botânico. O problema é que depois que Becky e seu pai pararam com as histórias sobre Tamarisk, o reino passou a existir sem a interferência deles e uma grande praga se abateu sobre as plantações e florestas, os cidadãos e a rainha do mundo inventado por pai e filha, passam agora por uma crise, que está longe de ser resolvida, especialmente agora que os dois, não visitam esse lugar especial há tantos anos.

Num dia extremamente diferente, Becky involuntariamente viaja para Tamarisk e descobre que o lugar mágico que ela e o pai inventaram não era só coisa da sua imaginação e não só era real, como também está sendo ameaçado de extinção. Em meio aos conflitos familiares do pai e da mãe, de estranhos sintomas de doença, dos efeitos da adolescência, Becky se vê de volta à infância, só que agora ela tem que tomar uma difícil decisão, acreditar no fantástico e ajudar a salvar o mundo que criou ou deixar esses anos da infância para trás e seguir com sua vida.

Bem escrito, encantador e emocionante, virei as últimas páginas em meio a soluços e lágrimas, foi um livro que mexeu muito comigo, em toda fantasia tem um pouco de verdade, assim como toda verdade tem de ter um pouco de fantasia. Recomendo muito!

"Havia motivos para acreditar que iam enriquecer esse dom. Se eles assim o fizessem, uma nova história poderia surgir. Uma história que valesse a pena.
Infelizmente, não uma história simples."

Sinopse: Chris Astor é um homem de seus quarenta e poucos anos que está passando pelo mais difícil trecho de sua vida. Ele tem uma filha, Becky, de 14 anos, que já passou imensas dificuldades até chegar a se tornar uma moça vibrante e alegre, mas que parece que terá que enfrentar mais um grande problema em sua vida. Quando Becky era pequena e teve câncer, Chris e ela inventaram um conto de fadas, uma fantasia infantil que adquiriu vida e tornou-se um terrível, provavelmente fatal, problema. Agora, Chris, Becky e Miea (a jovem rainha da fantasia criada por pai e filha) terão que desvendar um segredo: o segredo de por que seus mundos de fantasia e realidade se juntaram neste momento. O segredo para o propósito disso tudo. O segredo para o futuro. É um segredo que, se descoberto, irá redefinir a mente de todos eles.A menina que semeava é um romance de esforço e esperança, invenção e redescoberta. Ele pode muito bem levá-lo a algum lugar que você nunca imaginou que existisse. Uma fantasia que trabalha assuntos densos como a separação dos pais, oncologia infantil, separação de filha e pai, adolescência. A menina que semeava não é um livro sobre adolescentes comuns. É sobre uma menina que se deparou prematuramente com a ameaça do fim e teve de tentar aprender a lidar com ele.

"- Olá estrelinha - o pai disse em seu tom rouco. 
Ele nunca a havia chamado assim antes, mas Miea gostou do apelido.
- Sinto sua falta, pai - ela disse melancolicamente.
- A saudade enobrece.
- Também machuca. Eu prontamente trocaria esse enobrecimento por mais dias com você.
- Nossa história é mais longa que essa, Estrela. Nossa história é eterna."

26 comentários:

  1. Realmente fiquei super supresa com a história !
    Confesso que passei longe desse livro pois não me chamou a atenção,mas sua resenha ficou ótima e gostei mesmo do livro :D

    Parabéns :*

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei do titulo, da capa.. mas arg, Blue? Eu odeio - com todas as minhas forças - quando eles fazem essa zona com os título. Seja em livro, filme.. qualquer coisa. Os autores colocaram aquele titulo por um motivo, não mude-o! A menina que roubava livros é algo que nem merece ser comentado..
    Enfim. estava na duvida sobre o que achar da estória - a sinopse me deixou meio sem rumo - mas acho que posso esperar coisas boas =D Parabéns pela resenha.

    Beeijos, Dreeh.
    Livros e tudo que há de bom

    ResponderExcluir
  3. Noooooooooooooosssa, que massa! Eu fui na livraria aqui pertinho de onde trabalho e o vendedor ficou falando muito desse livro. Ele disse até que lembrou Ponte para Terabítia.

    Eu gosto dessas histórias fortes, sabe. Eu nem imagino a dor do pai de ter a filha separada dele, ainda mais com essa condição. Que bom que você curtiu, é uma resenha positiva e me sinto mais tentada a ir lá buscar :x

    Beijo!

    Raquel
    www.pipocamusical.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Mariana..
    Menina, que resenha linda, super tocante. Ainda não li esse livro justamente porque sei que vou virar numa choradeira só...Mas só ouço bons elogios ao livro. E vamos combinar né... que a editora fez uma capa linda!!

    Beijos

    TeLa
    http://www.penseiraliteraria.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? :)
    Parece ser muito bom este livro! ...

    'Beijoos



    http://www.make-up-goe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    Me apaixonei por essa capa, e a história parece ser maravilhosa ♥
    Morro de medo de ler esse livro, porque não gosto de chorar em cima dos livros..kkk
    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Capa é muito linda, mim parece ser uma historia bem tocante espero gosta assim que eu lê

    ResponderExcluir
  8. Oie amiga ;)
    Capa linda e concordo com você em relação a capa, poxa, não precisava disso.
    Enfim, como sempre tua resenha bem construída, quero ler, mas olha só, como você sou uma manteiga derretida, ainda bem que falou, vou comprar lenços. rsrsrs.
    Acho que nós duas juntas daria para encher poço no nordeste! rs

    Beliscões carinhosos da Máh-
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana


    ResponderExcluir
  9. Oi Mari!
    Eu não conhecia a autora... Concordo! A Menina do Penhasco, A Menina que eu quero, A Menina de sei lá o quê... É super chato! Acho que poderia só traduzir o nome, que tal "Azul"? hahahaha Mas é bem isso que você disse, alguns escolhem pelo título e pela capa.
    Achei a história digna de um filme, não acha? A autora realmente deve ser muito boa para conseguir passar esse mundo mágico pra realidade aos leitores, admiro-a.
    Nunca pensei que fosse um livro que além de ter fantasia, tem emoções. Fiquei realmente curiosa!

    Beijos flor <3
    http://estantedasfadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Parece ser bom. Curti bastante. :)
    Talvez você também goste de Memórias Fictícias... Mistura o real e o irreal, e a escrita da Carina é ótima. Tem sorteio dele lá no blog, se quiser. :)

    Passei por aqui também para dizer que recebi o livro do sorteio, ameeeeei!! Obrigada pelo carinho com que ele veio, fiquei extremamente feliz sexta-feira.
    Aqui: http://vivianpitanca.blogspot.com.br/2013/08/novos-filhos-5.html

    Beijão!! :D

    ResponderExcluir
  11. Nunca tinha ouvido falar. E pra confessar, também caí nessa de lembrar da menina que roubava livros assim que vi o título aqui hahah é, complicado! E era pra chamar Blue? Quase nada a ver né? Acho que só lendo a história pra entender!
    Confesso que não gostei muito da capa, mas sou fascinada por livros que emocionam! Então vou dar uma chance A Menina que semeava =)

    Beijão Mari!

    Ka com K

    ResponderExcluir
  12. Oi linda, estou te seguindo de volta.
    Obrigado pelo carinho lá no meu blog, beijos!
    Voltarei sempre por aqui, posso ? rsrsr!


    www.likelivros.blogspot.com
    www.youtube.com/likelivros

    ResponderExcluir
  13. É a primeira vez que vejo resenha desse livro, mas gostei muito. Também não gosto muito quando trocam o nome original por um que não tem nada a ver.
    Entretanto, gostei do conteúdo e quero conhecer esse mundo mágico de Tamarisk.

    Beijos

    GFC: Rayssa Gimenes

    http://diariosdleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Mariana.
    Esse livro já está no kindle, estou super ansiosa pra ler, todos falam que é bem emocionante.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  15. Mari,

    Eu comecei a ler ele mas não fiquei tão encantada, aí dei um tempo com ele e fui pra outro da NC. Agora fiquei com vontade de voltar a lê-lo rs

    Beijos,
    Caroline
    http://criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Sempre que eu vejo a capa desse livro acabo confundindo-o com Garotas de Vidro. São tão parecidas!
    Esse é um dos livros que eu preciso ter na minha estante!
    A sinopse lembra um pouco Ponte para Terabitia.
    A tradução em português ainda parece ter sentido em relação a história, diferentemente de A menina que não sabia ler.
    Como não li o livro, não posso ter certeza, nem julgar o título. Mas eu também prefiro quando o mantêm como no original, sem esse golpe de marketing.

    ResponderExcluir
  17. Oi
    Parabéns pela resenha ficou muito boa! Estou com esse livro aqui na minha pilha de leitura e em breve vou ler ele ;)
    Estou seguindo o seu blog, te convido a vir conhecer o meu e se gostar me seguir também ;)

    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  18. tem alguns livros de romance que não gosto mas esse gostei minha classificação é 4 estrelas..

    Bejos,
    Delicada e Abusada - Blog
    Facebook! Venha curtir!

    ResponderExcluir
  19. Fiquei encantada com sua resenha, já tinha visto o trailer do livro e tinha me apaixonado, mas sua resenha deixou bem claro sobre o tema do livro. A sinopse é muito interessante a capa é linda demais. Quero bem breve poder conferir este livro.
    Bjuss amada =)

    ResponderExcluir
  20. Oii Mari, tudo bem?

    Guria, que resenha linda! Quão patética vou soar se disser que me senti tocada por ela a ponto de saber que se tivesse mais uma ou duas linhas eu provavelmente acabaria chorando? Maldita TPM! ehehe

    Em primeiro lugar preciso dizer que adorei teu momento desabafo sobre a editora. Nunca tinha pensado sobre a questão do "A menina", mas faz muito sentido. O que eu preciso dizer que amei muito foi esse trecho: " (...)é preciso conquistar alguns leitores pelo título, outros pela capa, poucos pelo conteúdo." Poucas vezes concordei tanto com alguém sobre algo.

    Quanto a resenha em si, como eu disse acima, ela me tocou. Não dava muito pelo livro, pois ele havia sido citado como um sick-lit, e este definitivamente não é meu gênero favorito de leitura. Mas depois de ler essa resenha, de ver a complexidade e a forma como a fantasia é intrincada à a realidade e a todos esses ritos de passagem, como não desejar ler? Não sei, parece impossível.

    Parabéns pela resenha, Mari. Talvez se as editoras tivessem pessoas para falar assim de seus livros, elas não precisassem apelar tanto nos títulos e capas. :)

    Att.,
    Eduarda Henker
    http://www.blogsomaisum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Desculpas a sinceridade, mas acho que essa sua visão de todos os livros que começa com "A Menina que..." seja uma estratégia de marketing é meio duvidosa. Você é fã do A Menina que Roubava Livros" e como fã você sempre puxa o saco mais para o lado do seu livro do que para os outros (sei disso pq tbm sou assim). Realmente o título está mt diferente e espero está completamente enganado sobre ser apenas um jogo de marketing.

    Enfim, a resenha: Gostei demais. As vezes me espanto com a imaginação de alguns autores. Quem diria uma menina que imagina um mundo e descobre que ele é real? Simplesmente fantástico!!
    Super Abraço, Victor Rosa
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Primeiramente acho essa capa linda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Também estou bastante curiosa para ler esse livro, espero conseguir em breve.

    ResponderExcluir
  23. Sinceramente, não gostei nem um pouco da capa, e depois de saber do título original, não gostei nem um pouco também do título traduzido do livro, MAAAAAAAAAAS, a história parece ser linda! *O*

    ResponderExcluir
  24. Já li várias resenhas falando muito bem desse livro, mas ainda não veio aquele desejo dentro de mim de ler ele u.u E além do mais, achei a capa feia, hehe

    ResponderExcluir
  25. O livro parece ser super legal! O tipo que vira filme! Primeira resenha que leio dele e já fiquei curioso!
    Abraços
    Gabriel

    www.letrasdepijamas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Pra quem se empolgar com a sinopse, vale a pena mesmo!

    http://portugues.free-ebooks.net/ebook/A-Menina-Que-Semeava

    boas leituras!

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...