abril 23, 2015

[Livros] Quem É Você, Alasca? - John Green

Título Original: Looking For Alaska
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Gênero: Ficção, Young Adult
País: EUA
ISBN: 9788580575996
Classificação★★★★★
_______________

Tudo na vida é um grande talvez, não há absolutos. Talvez esse seja um dos livros mais geniais de John Green e talvez ele tenha me afetado como nenhum outro conseguiu. Quem é você, Alaska? fala sobre a incerteza, o grande salto no escuro ao qual estamos todos destinados. O autor nos mostra, mais uma vez, que a grande pergunta não tem resposta e que a saída do labirinto é mesmo difícil de encontrar.

Nesse, como nos outros livros de John, conhecemos personagens hilários, palpáveis e que poderiam, talvez, ser representações de nós mesmos. Green escreve sobre a fase mais intensa da vida humana: a adolescência, e cria nesse cenário uma história comum, mas que nem por isso é menos significativa.

Miles é um garoto que não tinha amigos. Rejeitado em sua escola antiga, ele decide que em Culver Creek as coisas serão diferentes. Ele quer encontrar algum significado, alguma resposta e talvez, até fazer alguns amigos. Em busca do que ele chama de ‘O grande talvez’, ele parte nessa jornada, deixando os pais e indo, voluntariamente, para o colégio interno.

Lá, Miles por ser muito magro é apelidado de Gordo. Ele faz o seu primeiro amigo de verdade e conhece a garota mais bonita do universo. O problema é que a garota é Alaska, uma verdadeira incógnita. Brincalhona, sincera e ao mesmo tempo, tão misteriosa. Ela não deixa ninguém se aproximar demais. Além disso, ela tem namorado. Para Gordo, não tem problema, a amizade de Alaska basta, por enquanto. 

Coronel é seu primeiro amigo e ele mostra a Miles o sentido de confiar em alguém. O trio e mais alguns personagens fantásticos de John Green vão arranjar bastante encrenca quando um grupo de alunos riquinhos começa a implicar com eles. As divertidas armações, trotes e escapadas para beber, fumar e provocar o zelador garantem muitas gargalhadas dos leitores.

O foco da história é Alaska e sua personalidade forte. Seu humor oscilante, sua alma brincalhona, sua inteligência, seus misteriosos olhos verdes e sua lealdade para com os amigos. Porém, Alaska também tem suas inseguranças e seus próprios problemas, diversas vezes ela se sente perdida e sozinha, tentando encontrar a saída do labirinto. A garota mais intensa que Miles já conheceu vai fazer com que ele encontre seu ‘Grande Talvez’ e, talvez, ela mude a história dele para sempre.

Outro livro incrível de John Green que vai fazer você se questionar, chorar, sorrir e como diz Markus Zusak, “querer mais”. Personagens apaixonantes e uma narrativa brilhante são a fórmula secreta do autor para encantar mais uma vez os leitores. Alaska Young assim como Margo Roth (de Cidades de Papel) é uma personagem que vai fazer a diferença e se destacar por ser encantadoramente brilhante e por fim, talvez você se sinta um pouco como ela.

“François Rabelais. Era poeta. Suas últimas palavras foram: ‘Saio em busca de um Grande Talvez.’ É por isso que estou indo embora. Para não ter de esperar a morte para procurar o Grande Talvez.” (p. 5)

Sinopse: Miles Halter leva uma vida sem graça e sem muitas emoções na Flórida. O garoto tem um gosto peculiar: memorizar as últimas palavras de grandes personalidades da história, e uma dessas personalidades, François Rabelais, um escritor do século XV, disse no leito de morte que ia em busca de um Grande Talvez. Para não ter que esperar o próprio fim para encontrar seu Grande Talvez, Miles decide fazer as malas e partir. Ele vai para um internato no ensolarado Alabama, onde conhece Alasca Young. Ela tem em seu livro preferido, O general em seu labirinto, de Gabriel García Márquez, a pergunta para a qual busca incessantemente uma resposta: Como vou sair desse labirinto? Miles se apaixona por Alasca, mesmo sem entendê-la, e o impacto da garota em sua vida é indelével.

“Ela tinha namorado. Eu era um palerma. Ela era apaixonante. Eu era irremediavelmente sem graça. Ela era infinitamente fascinante. Então voltamos para o meu quarto e desabei no boliche de baixo, pensando que, se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão.” (p. 91)


9 comentários:

  1. Eu amo esse livro cara <3
    ACEDE pra mim ainda é o melhor, mas QUEVA tem personagens tão hilários, como vc disse, e é tão jovem e reflexivo,e ainda tem o Grande Talvez *-* Tio Verde tem umas sacadas incríveis!
    Beijos!
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu estou com esse livro aqui, e ainda não li. Acho que é só o que falta pra mim.
    Pelo jeito vou amar essa história também! *-*
    Quero iniciar logo!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari

    Esse para mim é o melhor livro do John. Foi minha prima experiência com ele, mas eu nunca esqueci como ela foi intensa e maravilhosa. Sinto que depois de tanto tempo preciso ler novamente porque certamente na avidez da primeira leitura deixei passar muita coisa. E se ela foi tão boa, certamente agora será ainda melhor.
    É um livro inteligente, meio filosófico e que nos faz pensar bastante.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olha pra vc ter uma ideia eu ainda não li nada do John Green, apenas vi o filme A CULPA É DAS ESTRELAS e nada mais do que isso. Mas tenho bastante interesse de conhecer suas obras, porque devem ser maravilhosas. Mas eu ainda não tive muito tempo de pega-los. Espero ter a chance de ler e gostar bastante, porque todos falam muito bem dos livros. E outra coisa, eu gostei bastante da maneira como vc desenvolveu sua resenha, porque ficou muito bom. Seu ponto de vista me chamou mais atenção para que eu lesse logo. Parabéns viu?

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/resenha-mundo-cao.html

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari! Eu adoro a construção que o John faz em cima de suas personagens femininas e a forma que ele mescla as diferenças com o personagem masculino. Isso que faz com que usas obras sejam incríveis! Estou com Cidade de Papel aqui em casa e ainda não li! Quero fazer antes do filme ^^

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  6. Nossa senhora, que resenha, Mariana! Eu preciso ler esse livro! Ganhei ele de Natal ano passado e ainda não o li. Assim como Cidades de Papel. Preciso ler os dois, urgentemente!
    Beijocas
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  7. Eu queria ler esse livro, mas me contaram o final, porém ainda tenho curiosidade, pois todo mundo fala super bem dele, ou seja, ele deve ser maravilhoso. Gostei da sua resenha e te recomendo o livro Cidades de Papel é maravilhoso http://luxuosoestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. John Green sempre genial! Sou apaixonada por seus livros e 'Quem é você, Alasca?' é um dos meus preferidos <3 A história te envolve do começo ao fim.

    ResponderExcluir
  9. John Green sempre genial! Sou apaixonada por seus livros e 'Quem é você, Alasca?' é um dos meus preferidos <3 A história te envolve do começo ao fim.

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...