dezembro 07, 2015

[Livros] After - Depois da Verdade - Anna Todd (After #2)

Título Original: After We Collide
Autor: Anna Todd
Editora: Paralela
Páginas: 632
Gênero: Romance, New Adult, Erótico
País: EUA
ISBN: 9788565530842
Classificação★★★☆☆
_______________

Um guilty pleasure ou prazer culpado. Esta é a única forma de definir a série de Anna Todd. Uma narrativa envolvente e viciante contrasta com uma história fraca, circular e que irrita o leitor a cada cinco páginas. É complicado expressar ódio ou amor por qualquer um dos volumes de After, e a autora parece querer despertar essa relação dúbia. Seria quase como se a relação conflituosa dos protagonistas causasse uma relação conflituosa entre o leitor e a obra. Intencionalmente ou não, é um fato curioso que um livro de seiscentas páginas cause tanta frustração e seja, ao mesmo tempo, absolutamente impossível de largar.

Não houve muita evolução desde o primeiro volume, as brigas e conflitos do casal mais irritante, obsessivo e psicótico da literatura continuam as mesmas. Em um looping infinito de vai-e-vens, Hardin e Tessa mantém um relacionamento abusivo, mas desta vez, estão cientes disso. Os efeitos negativos de permanecerem juntos são constantemente comparados à fantástica química sexual dos dois e, claro, a química vence.

Crises de ciúme, possessividade, insegurança e infantilidade permeiam o namoro conturbado dos jovens e se Hardin Scott não havia sido suficientemente escroto no livro anterior, desta vez, ele extrapola qualquer limite. Com o hábito - nada normal - de bater em qualquer pessoa que se interesse por Tessa quando eles estão separados, o delinquente (por falta de palavra melhor) simplesmente agride vários caras no decorrer da narrativa. Se achando dono da garota, ele decide com quem ela pode ou não manter um relacionamento. Simples assim, porque ele quer.

Tessa continua sendo uma palerma e, mais uma vez, reivindica o posto de personagem mais imbecil já criada. Controlada pela mãe, e posteriormente, por Hardin, a tola apaixonada perdoa qualquer atitude machista, egoísta ou criminosa do seu amado. Tessa também esperneia bastante, se faz de difícil, se humilha, provoca, tem crises de ciúme, beija garotos aleatórios, dá falsas esperanças para caras legais e se faz de vítima a todo momento. É, basicamente, como se um alimentasse o que há de pior no outro e cheguei a conclusão de que esses dois, de fato, se merecem. 

De qualquer forma, Hardin ainda é visto como o cara mau da história, ponto do qual discordo. Tessa também é egocêntrica e não se importa com nada e nem ninguém. "Cega de amor", ela perdoa todas as atitudes loucas do namorado, ex-namorado, ou seja lá o que Hardin é seu, mas não sem ferir alguém nesse processo. O comportamento obsessivo do garoto não é nada justificável, mas ainda assim, a jovem não só aprova, como também repercute. Possessivos e dependentes, ambos são duplamente doentes.

Os personagens secundários - mais uma vez - não tem muita importância na trama, exceto Zed. Depois de descobrir que o garoto também está interessado em Tessa, as coisas ficaram bem mais complicadas. Um garoto-problema exatamente como Hardin, Zed está disposto a lutar pelo amor da menina e ele não tem medo as consequências. 

De forma geral, acabei gostando mais deste segundo livro e mal posso controlar a ansiedade para ler o terceiro. O romance problemático foi ainda mais evidenciado e o tom de crítica ao amor tóxico ressoa na própria narrativa, seus próprios personagens entendem e aceitam as consequências disso. Poucas vezes um livro me prendeu tanto e despertou sentimentos tão confusos em mim. Amor, ódio e a vontade de ler mais um capítulo. Confesso que nem todos os elementos negativos ofuscam o fato de que Anna Todd sabe contar uma história, mesmo que não seja uma história nada boa. After é, acima de tudo, um convite a pensar se o amor doentio é, ainda assim, amor.

"Nosso relacionamento, ou o que quer que isso seja, sofreu uma reviravolta completa numa única noite. De repente, me tornei tudo aquilo que sempre tive o maior medo de ser, ela tem controle total sobre mim. Pode me fazer o homem mais feliz do mundo ou me destruir com uma única palavra." (p. 85)

Sinopse: Depois de bater a marca de um bilhão de acessos na plataforma de leitura Wattpad, a série After vira o novo fenômeno editorial. No segundo livro, Tessa tenta esquecer Hardin, o jovem caótico e revoltado que partiu seu coração em vários pedaços. Mas ela está prestes a descobrir que alguns amores não podem ser superados. Como apagar da memória as noites apaixonadas em seus braços, ou a eletricidade de seu toque? Hardin sabe que cometeu o pior erro de sua vida ao ter magoado Tessa tão profundamente. Ele não acha que merece tê-la de volta, mas se recusa a deixá-la partir. Neste livro, Hardin vai lutar com toda a sua força para reconquistar o grande amor da sua vida. Ao longo do caminho, os seus mais profundos segredos serão revelados. Depois da verdade, será que o amor de Tessa e Hardin resistirá?

"- Você me faz feliz, Hardin. Mas também me deixa triste, irritada e, acima de tudo, maluca. 
- Aí é que está, não? É por isso que combinamos tão bem, Tess, porque somos terríveis um para o outro. - Ela também me deixa maluco e cheio de raiva, mas feliz. Muito feliz." (p. 172)


19 comentários:

  1. Oi, Mari!
    Nossa, sua resenha é totalmente maluca e acredito que o livro seja bem maluco mesmo, rs. Já li outras resenhas, mas nada como suas palavras cheias de amor, odió e duvidas sobre a trama para nos deixar interessandos em ler.
    Confesso que sinto essa vontade há tempos, porém ainda não chegou minha vez de ler.

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  2. Amor ou Ódio : sentimentos totalmente opostos, são o que , ao meu ver essa série, desperta nos leitores.
    Já ouvi muitos comentários positivos , mas também, na mesma proporção, ouvi comentários negativos.
    E eu também fico nessa dúvida cruel ; leio ou não?
    Quero tirar minhas próprias conclusões, então acho que, em algum momento , vou ler.

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari!
    Nunca li nada dessa autora, tampouco da editora. Fiquei interessado por esse livro, mesmo não sendo grande fã de romances HOT. Quem sabe um dia né? Com tanta avaliação boa, deixa a gente curioso...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Mari!
    Não sei como gostou do livro. Entendi que tem uma relação dúbia em relação a ele, como o próprio relacionamento dos protagonistas, mas vamos e venhamos... uma protagonista lesada, provocadora e submissa, não faz muito minha cabeça para a leitura e o protagonista mandão, obsessivo e 'batedor' ainda pior...
    Gostei não.
    “Sonhar é acordar-se para dentro.” (Mario Quintana)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  5. Tem razão, estou no quarto livro da série, e me causou tantos sentimentos contraditórios que ainda não decidi se gosto ou não dessa série.
    Bjs Mari, parabéns pela excelente resenha.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Mariana. Eu possuía o meu interesse em After, mas com esta resenha percebi que esta leitura não é para mim. Tenho um tremendo pavor por personagens neuróticos, principalmente nesta trama onde os conflitos parecem não ter pausa e, muito menos, término. Anna Todd é elogiada por uma boa escrita, mas, como você disse, uma fraca narrativa. Não gostei!
    Blog: Consumidor de Sonhos | consumidordesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ai, Mari! Passei por isso com Abbi Glines, sabia?! Na verdade, ainda passo! HAHAHAHA
    Um prazer culpado e um vício louco em uma série com uma história fraca.

    Mas a série After é uma que não me atrai de forma alguma. Ouvi muitos comentários de amigos e li algumas resenhas, em sua maioria de forma negativa.

    Mas alguns livros são simplesmente viciantes, né? Independente da qualidade. Como aquelas músicas que ficam na cabeça e não saem nunca.
    Compreendo você! Hahahaha

    Bjs

    livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mari!
    Nunca li nada da autora. Mas acho que a sensação que você teve ao ler o livro é bem parecida com a que temos quando vemos um casal assim na vida real, né?!


    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  9. Essa serie ai ai ja ouvi bem e mal admito que me desperta um pouco de curiosidade quem sabe na proxima promocao ^^

    http://estilodenerd42.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Mari, confesso que não tenho muita paciência com livros que possuem personagens possessivos, tão infantis e com tantos conflitos desnecessários, mas vejo muitos leitores, assim como você, nessa relação de amor e ódio com a serie que posso dizer que estou muito curiosa e ansiosa para lê-lo, e espero que eu possa fazer em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Mari sua linda! Sabe, assim que saiu After eu fiquei curiosa, o livro fez um BUM que eu precisava conhecer. Depois o numero de livros me assustou, e agora nem estou animada. Vejo que não ando perdendo nada mas pretendo sim ler, um dia! Não agora ^^

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  12. Olá, amei a resenha sobre o livro. Parece muito interessante e acabou de entrar para minha lista !
    Não vou cansar de dizer que estou adorando o blog <3 😍💕

    ResponderExcluir
  13. Olá, amei a resenha sobre o livro. Parece muito interessante e acabou de entrar para minha lista !
    Não vou cansar de dizer que estou adorando o blog <3 😍💕

    ResponderExcluir
  14. Bem, desde o primeiro volume dessa série, percebi que não faria muito a minha vibe. E, depois de ler essa resenha do segundo volume, confirmei. Além de ser bem grandinho, o protagonista me parece ser uma personagem um pouco detestável. Então, prefiro nem ler.

    ResponderExcluir
  15. Bom, desde que comecei a ouvir falar da série/trilogia (na verdade nem me importo), percebi, assim como muitas pessoas que não iria gostar da história. Acho que o mundo já tá cheio demais dessas histórias de violência, abusos, psicopatia para que histórias como essa sejam levadas ao topo com temas tão ridículos. Não é bonito um amor doentio, aliás, pra mim e para muitos isso não é amor, é uma doença psicótica. Mas é claro que é só uma opinião. Não me sinto bem com algo desse tipo e de verdade não consigo entender quem fique fascinada com uma história dessas.
    Só me lembra as histórias de mulheres que são violentadas e não denunciam por "amar" a pessoa que as machuca. Isso é normal? Pra mim não. Então não curto histórias assim. :/

    ResponderExcluir
  16. Depois de ouvir muita gente elogiando esse serie e outras morrendo de ódio, fique com um pé atrás em relação a essa serie, quando leio as resenhas dos livros, me interesso bastante pela leitura, adoro romances cheio de barreias e problemas que o casal tem que enfrentar, mas tenho medo de adquirir os livro e me decepcionar.

    ResponderExcluir
  17. Eu confesso que não consigo me sentir atraída por essa série, principalmente por conta do relacionamento abusivo do casal protagonista, que vai contra qualquer princípio que eu tenha ou possa vir a ter sobre relação entre homem e mulher. Eu acho escroto demais, paranoico demais, irritante e decepcionante ao extremo, e tenho absoluta certeza que largaria o livro na primeira discussão besta que o casal teria. Não adianta, não sei me anular quando leio um livro.

    ResponderExcluir
  18. Pode parecer estranho, mas sempre que leio algo sobre esse livro sinto uma certa 'ânsia'. Não tenho como explicar isso, acho que minha intuição quer me dizer algo como: nem tente. você vai se estressar. passe longe.

    ResponderExcluir
  19. Resenha bem elaborada, rica em detalhes.
    Hardin e Tessa é um casal que transparece ter uma vida sem graça, e muito parece com a de muitas na vida real.
    Curiosa para ler!!!

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...