dezembro 18, 2015

[Livros] A Menina da Neve - Eowyn Ivey

Título Original: The Snow Child
Autor: Eowyn Ivey
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788581638010
Classificação★★★★★
_______________

Uma das leituras mais sensíveis e encantadoras do ano, A Menina da Neve é uma combinação perfeita de fantasia, mitologia e ficção. Eowyn Ivey escreveu um romance impregnado de mágica e que toca fundo no coração, nos trazendo fé, amor e, acima de tudo, esperança.

Inspirada por uma famosa lenda russa, o livro fala de um casal de meia-idade que nunca teve filhos e que não consegue lidar com isso. O desejo frustrado de ter uma criança os tornou frios, tristes, deprimidos. Numa noite de nevasca, o casal decide fazer uma menininha de neve, esculpindo-a cuidadosamente, como se ela fosse uma obra de arte. Eles não podiam imaginar, no entanto, que a menininha se tornaria real e passaria a significar tanto para eles.

Um livro essencialmente metafórico, A Menina da Neve pode significar diversas coisas e o leitor dá a pequena criaturinha o significado que quiser. Para mim, Faina - que é o nome da garotinha feita de neve - é a esperança. Muitos acreditam que a garotinha seja uma representação do Alasca, do inverno ou da própria neve. Apesar das divergências de compreensão, todos acreditam em algo e esse livro é basicamente sobre isso. Nunca deixar de acreditar.

Narrando a vida deste casal solitário que vive no Alasca em meados do século XX, Eowyn constrói uma história que intercala fatos históricos, ficção e folclore russo. Essa alternância percorre todo o livro, intercalando realidade e magia até que elas não possam mais ser desprendidas. Em muitos pontos, pairam grandes dúvidas sobre a sanidade das personagens, e a partir daí, é escolha do leitor acreditar ou não. Afinal, o que seriam milagres, senão um pouquinho de fé?

Mabel e Jack se isolaram após a perda de um filho recém-nascido. A dor que os devastou, o sentimento de fracasso e os olhares de pena dos familiares foram o suficiente para que eles decidissem ir para longe de tudo. Uma vida dura e muito trabalho os aguardava num Alasca inóspito, onde a rotina agricultora deles não parecia ter muita chance. O desânimo, a fracasso e, principalmente, o esfriamento do casamento fez com que eles se distanciassem - também - um do outro. Conforme os dias e meses iam passando, eles iam envelhecendo e ficando cada vez mais sozinhos, desaparecendo aos poucos.

Até que Mabel decide construir uma menina de neve. Jack, a princípio sem entender o porquê, acaba ajudando a esposa e depois de muito trabalho, eles terminam a mais linda escultura que já viram. Há tanto separados, o ato de fazerem juntos algo tão bonito, tão sensível os une novamente e cria entre eles um laço mágico. Esse laço também dá vida a pequena menininha que passa a visitar o casal e a iluminar a vida deles.

A magia não está apenas na lenda ou no romance, mas na forma como a jovem garotinha conquista o coração do casal e dos leitores. Há muito simbolismo nos nomes e em muitas passagens do livro, por isso, deve ser lido com um olhar atento. É uma daquelas histórias que a gente nunca esquece, nem nunca supera. A pequena Faina, seja real ou sonho, é fruto da esperança e de um amor que a criou e que vai aquecer os corações mais gelados nos invernos mais rigorosos do Alasca.

"Era fantástico e impossível, mas Mabel sabia que era real - ela e Jack a tinham feito com neve e galhos e capim congelado. A verdade a impressionou. A criança não apenas era um milagre, como também era criação deles. E ninguém cria vida e a abandona." (p. 85)

Sinopse: Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve some. Dias depois, eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Uma menina que parece não ser de verdade, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma formam consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. 

Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece saída das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos.

"Ela não conseguia entender o milagre hexagonal dos flocos de neve que se formavam nas nuvens, os ramos leves como pena que caíam na manga do casaco, estrelas brancas se derretendo ao mesmo tempo que brilhavam. Como tal força e beleza existiam em algo tão pequeno, fugaz e desconhecido?
Não era necessário entender os milagres para acreditar neles, e na verdade Mabel chegou a suspeitar do oposto." (p. 191)


12 comentários:

  1. Mari, depois de ler sua resenha eu fiquei maravilhada com a história e com muito vontade de ler, pois ela nos traz essa mistura de contos de fada, magia, juntamente com a vida de um casal que no Alasca tentam não somente sobreviver no frio, mas também às desilusões de uma sofrida vida como a perda de um filho. Amei saber que se trata de uma leitura delicada e que muitos nos ensina. Espero que eu possa em breve acompanhar essa obra.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Mari, eu me encantei assim que vi A Menina da Neve nas vitrines de livrarias e da Novo Conceito. Não pude deixar de me apaixonar pela história, então vim conferir a resenha. As minhas expectativas foram todas correspondidas, gostei bastante do cenário invernal do Alasca, dos mistérios e segredos que rondam a garota e dos personagens que fazem o casal. A escrita desta autora parece mesmo incrível.

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari! Além de ter uma capa muito bonita, A Menina da Neve me deixou muito interessado por sua história simples que passa uma mensagem especial. Gosto desse tipo de livro, que por trás de suas páginas, traz sempre uma lição para nossas vidas. Ouço comentários muito positivos sobre a obra e depois de ler sua resenha, fiquei ainda mais curioso. Pretendo lê-lo em breve. Abraço!

    ResponderExcluir
  4. mari eu meio que me decepcionei com esse livro, o final me deixou de queixo caido e inconformada, entendi tudo que a autora quis transmitir de forma subliminar, mas não aceitei o desfecho
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mari!

    A sua resenha é a primeira realmente positiva sobre esse livro, sabia?! Pelo menos que eu li até agora.

    Parece uma história muito bonita, com todo o simbolismo de renovação o que torna a leitura perfeita para esse fim de ano, né?

    Vou ficar de olho no livro. Quem sabe mais para frente pego ele também para ler. Nunca se sabe...

    Bjs

    livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ai, meu deus, amei!! Não sei nem por onde começar, mas vamos lá:

    1. Essa capa é MARA!
    2. Baseado num conto de fadas russo? Original e sai totalmente do clichê!
    3. Misterioso
    4. Sinto um final trágico

    Vai pra estante com certeza!

    ResponderExcluir
  7. Já tinha visto a capa do livro, porém não conhecia a trama e fiquei completamente apaixonada pelo livro, a história e linda, e com certeza deve arrancar lágrimas dos leitores, essa trama parece ser muito envolvente e emotiva, espero não decepcionar com a leitura. Entrou para minha lista desejados.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mariana! Já tinha visto o livro por aí e gostado da capa. Sabendo melhor do que se trata, fiquei ainda mais interessada. Parece uma trama bem diferente, a começar por envolver folclore russo. Gostei!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mari! Menina, acho incrivel a forma como você compreende os livros que le. Ainda não conclui minha leitura de A Menina da Neve, porém acho que ele incrivel apesar de me sentir frustrada ás vezes. Espero concluir a trama e amá-lo assim como você.

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  10. Que linda resenha, Mari! Eu sempre gostei muito de livros que misturam lendas e lições de vida e este parece ser um daqueles raros exemplares que fazem isso com maestria, enriquecendo a história e o leitor que a tem nas mãos. Já na capa eu me apaixonei pelo livro, e depois dessa resenha cheia de sensibilidade, deu pra perceber que a história é marcante e mexe com as emoções mais profundas que existem em nós. Com certeza estou ansiosa para conhecer a história!

    ResponderExcluir
  11. Sua resenha ficou ótima! Eu li sobre esse livro em outro blog e me interessei horrores, sério. Parece o tipo de livro que faz você ficar chocado, emocionado. Eu raramente me sinto assim quando leio e tenho essa vontade sempre, só chorei com Cartas de Amor aos Mortos e foi tão bom que eu quero de novo!
    Linda resenha. ♥

    ResponderExcluir
  12. Já li varias resenhas desse livro e a sua me empolgou mais ainda.
    Como adoro romances, esse livro já está nma listinha para ler.
    A história parece muito fofa, da forma que gosto!!

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...