março 20, 2013

[Frases] Paulo Leminski sobre o Amor

No post de hoje, vamos conhecer um pouco do trabalho de Paulo Leminski, um importante poeta, crítico, escritor e professor nos anos 70. Seus poemas e textos têm uma forma singular e característica do autor, que preferia poemas breves, muitas vezes fazendo haicais e trocadilhos. Simples e concretas declarações sobre o amor! *-*

Paulo Leminski sobre o Amor


"Ai daqueles que se amaram
sem saber que amar é pão feito em casa
e que a pedra só não voa 
porque não quer
não porque não tem asa"


"Amar é um elo
entre o azul
e o amarelo"

"Essa é a vida que eu quero, 
querida encostar na minha
a tua ferida."

"Um bom poema leva anos cinco jogando bola, 
mais cinco estudando sânscrito, 
seis carregando pedra, nove namorando a vizinha, 
sete levando porrada, quatro andando sozinho, 
três mudando de cidade, dez trocando de assunto, 
uma eternidade, eu e você, caminhando junto."

"'Ameixas
ame-as
ou deixe-as"

"Amor, então
também, acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei
é que se transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva.
Ou em rima."

"O destino quis que a gente se achasse, na mesma estrofe e na mesma classe, no mesmo verso e na mesma frase."

"Quando eu vi você tive uma idéia brilhante. Foi como se eu olhasse de dentro de um diamante e meu olho ganhasse mil faces num só instante."

"Basta um instante
E você tem amor bastante."

"A lua ficou tão triste 
com aquela história de amor 
que até hoje a lua insiste: 
- Amanheça, por favor!"

Fonte:OPensador

2 comentários:

  1. As Melhores Frases e Pensamentos no Filosofei > http://comunifrases.comunidades.net

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...