junho 01, 2014

[Livros] Belleville - Felipe Colbert

Título Original: Belleville
Autor: Felipe Colbert
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
Gênero: Romance, Ficção
País: Brasil
ISBN: 9788581634111
Classificação★★★★★
_______________

Belleville de Felipe Colbert definitivamente entrou para a minha lista de melhores leituras. O livro incrivelmente bem escrito, traz uma trama complexa e bem amarrada que mistura passado e presente, causa e consequência e nos mostra o poder que os sonhos têm. A capa maravilhosa da Editora Novo Conceito ilustra magnificamente a história e dá asas à imaginação do leitor.

Quem acompanha o blog sabe que livros com essa temática (viagem no tempo), de cara me encantam, mas me surpreendi com a narrativa de Colbert como há muito não era surpreendida. A barreira que separa os amantes, além de física e matematicamente impossível é extensa, afinal cinquenta anos não são cinquenta segundos. A riqueza de detalhes e a descrição minuciosa de Belleville fizeram minha imaginação correr solta e por diversas vezes fechei os olhos e entrei na história.

Anabelle vive em 1964, orfã de pai e mãe, e sem ninguém mais no mundo, ela se vê obrigada a lutar por sua sobrevivência. Com recursos escassos, nenhuma instrução e muita inocência, Anabelle vai perceber que a vida é bem mais complicada do que ela pensava ser. Com seu fofo e apaixonante gatinho Tião, a menina de dezessete anos passa a ter que roubar para comer, sem oportunidade alguma e completamente perdida, ela aprende que o mundo está repleto de pessoas ruins que só querem tirar vantagem dela.

Tudo o que a garota possui é a mansão da família e um sonho: uma montanha-russa, chamada Belleville, que está incompleta. Ela foi projetada para Anabelle, mas com a morte do pai nunca viria a ser concluída. Desesperada para terminar o que seu pai se empenhou tanto para construir, ela escreve uma carta e a enterra perto da base de Belleville, pedindo que alguém ajude a realizar esse sonho e terminar o brinquedo.

Enquanto isso, ou melhor, depois disso, já no ano de 2014, o jovem Lucius vai para Campos do Jordão em busca de um sonho, estudar matemática. Com poucos recursos, o garoto procura algum lugar modesto para morar enquanto cursa a faculdade, é quando ele se depara com uma mansão bem deteriorada, mas por incrível que pareça, um preço bem acessível. A mansão que foi habitada por Anabelle cinquenta anos atrás já não é a mesma, mas algo permanece intacto: Belleville.

Nos fundos da mansão, Lucius encontra o que parece ser o início de uma grande montanha-russa caseira. Algumas estacas de madeira, plantas do projeto e anotações antigas confirmam suas suspeitas e a curiosidade o leva a explorar o local. Sem querer, ou por obra do destino, ele encontra a fotografia de uma jovem e uma caixa contendo a carta de Anabelle.

Comovido com a carta da menina e encantado com a beleza da foto, Lucius decide escrever uma carta para o próximo morador da mansão, reforçando o desejo da jovem e pedindo para que o sonho do pai dela seja concluído. O que o estudante de matemática não espera é que sua carta-resposta viaje no tempo e seja encontrada por Anabelle. Nem toda a matemática do mundo explica o que Belleville tem de tão mágico, os dois jovens começam a se corresponder e dão início a uma paixão arrebatadora. O problema é que o tempo não será o único empecilho para esse relacionamento.

É difícil resenhar um livro que gostamos e por isso, vou encerrar essa resenha por aqui deixando vocês com vontade de saber mais. Nem todas as palavras do mundo poderiam traduzir o que senti ao ler Belleville, uma história fabulosa e incrível, que prova que o amor pode resistir ao tempo, a distância e a qualquer obstáculo. Felipe Colbert merece uma salva de palmas e os leitores podem esperar muitos altos e baixos e muita emoção, assim como numa montanha-russa. Feche os olhos, sonhe e acredite, para o amor tudo é possível.

"Tinha algo a ver com pensar que a Via Láctea é pequena demais para acharmos que estamos tão longe assim um do outro, e que uma simples reta imaginária me ligava a ela, não importava onde ela estivesse. O mesmo sentimento que eu começava a ter em relação a Anabelle." (p.113)

Sinopse: Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício... Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro.

"É bem provável que em algum momento essas cartas parem de atravessar as décadas que nos separam, porque milagres não são eternos. Tenho medo de que com o tempo, tudo se torne uma lembrança estranha, algo afastado de minha mente. Não sei como serão os próximos cinquenta anos que terei que enfrentar sem você. Espero que um dia voltemos a nos encontrar, seja nesta realidade ou em outra. E, se acontecer, que os deuses sejam generosos e permitam que eu a toque." (p.233)


16 comentários:

  1. Ah Mariana *-*
    Eu já estava de olho nesse livro. Agora, quero ele para ontem!
    Eu sempre posso confiar nas suas resenhas, pois suas impressões costumam ser bem parecidas com as minhas =)
    Tenho certeza que amarei o livro.. como você, também não resisto a uma viajem no tempo *-*

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  2. Oi Mari, tudo bem?
    Eu amei sua resenha! Ficou incrível como sempre.
    Fiquei muito curiosa com a história desse livro, quando vi os parceiros da Novo Conceito recebendo esse livro eu já fiquei mega curiosa porque essa capa está divinamente linda! Um ótimo trabalho da editora.
    E lendo sua resenha minha curiosidade só aumenta mais. Adorei o fato do personagem Lucius ser matemático pois eu também sou....hehe
    Espero um dia ter a oportunidade de ler esse livro e de gostar tanto quanto você gostou.

    Beijão :*

    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari, tudo bem?
    Não vale, você tem que parar de dizer que entrou para a lista dos imperdíveis!!!! Você tem noção do efeito que isso causa? Só com essa frase, eu já começo a copiar a capa do livro para colocar na minha lista.
    Que história fascinante!!!!! Adoro cartas, e enterrar uma que será encontrada anos depois e despertará uma paixão arrebatadora que infelizmente é impossível, ufa!!!
    Que história!!!!!!
    Adorei sua resenha!!!!!!
    A única coisa que não gostei foi a capa.
    vou colocar no início da lista, pois também adorei.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Excelente resenha! Também curto premissas de viagem no tempo e enredos que se desenrolam através de cartas. Já tinha lido algo sobre o livro, mas sua resenha agora me fez querer ler e logo!rs Ah curti capa também... apesar de não gostar de pessoas em capas.

    Bjs
    http://expressaomodaeliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Já é a segunda resenha que vejo falando muito bem do livro. Acho que tá na hora de ele sair da estante e vir pra mão, hein?! rsrsr
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  6. Tenho muita vontade de ler esse livro, apesar deu achar que ele tem uma história fraca ainda assim parece valer a pena!

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiee Mariana! Tudo bem flor??
    Primeiro, que capa linda é essa?? *-* gamei só na capa!!
    Segundo, a história é muito fofa gente! Estou super curiosa para ler depois que li sua resenha, até já coloquei na minha listinha aqui kkkkkkk
    Realmente é difícil fazer resenha de livros que gostamos tanto! Mas a sua ficou ótima!
    E respondendo ao seu recado no blog, realmente a capa de veneno é linda! antes de ler a sinopse eu já tava com o livro na mão pra comprar auhsahuashusahusahusa
    E realmente a Nova Conceito está de parabéns! As capas estão lindas! Um ótimo exemplo é Belleville uhsahusahusa Eu não vi a diagramação de Gatinho Bob mas deve ser um amor *---*
    Bjinhos
    /closettgarden.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. O que mais me chamou atenção foi o título, de quebra me encontro numa história espetacular. Sua resenha ficou ótima e me deixou muito curiosa para saber o que acontece com Lucius e Anabelle. Esse livro me lembrou o filme A casa do lago, por causa da troca de correspondências. rs ' Cada vez que leio o blog minha lista de livros do ano aumenta! hashuahsuashu beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari

    Lendo sua resenha lembrei do filme A casa do lago, o livro parece seguir bem essa ideia. Eu amo o filme, apesar de que para algumas pessoas ele seja um pouco difícil de entender do final.
    Todas as resenhas que li de Belleville são positivas, mas ainda não tinha decidido quando leria. Sinceramente, acabei de tomar essa decisão. Estou com muita sorte nos livros nacionais e esse parece incrível.
    Já está separado na pilha de próximas leituras.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  10. Já aqui em casa o livro com autógrafo :D
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Li algumas resenhas desse livro e todas elas foram positivas. Do Felipe só li A Última Nota, em parceria com a Lu Piras, e não gostei tanto, por isso fiquei com um certo receio de ler esse.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  12. Oi, Mariana!
    Não conhecia esse livro, mas a sua ótima resenha me fez ficar curiosa!
    Me lembrou um pouco "A Casa do Lago"... eu não gostei muito do filme, mas se esse livro trouxer uma explicação convincente pro ocorrido, acho que poderia me agradar. =)
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. Oie :)
    Desde quando vi esse livro pela primeira vez fiquei louca <3
    A capa é tãããão linda rsrsrsrs
    Amei a resenha e fiquei ainda mais louca pelo livro!!!
    Menina, desse jeito eu vou ficar pobre kkkkkkkkk
    Bj bj
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Mariana, tudo bem??

    Nossa, adorei sua resenha. Me fez ter ainda mais vontade de ler, já sinto que vou amar esse livro. Também gosto muito dessa temática de viagem no tempo, mas nunca li nada assim, em que eles correspondem por cartas, e não que uma das pessoas viaja no tempo... acho muito legal.

    Parabéns pela resenha!! Muito bem escrita.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima
    http://vamosfalarlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oiee Mari, saudades :(
    Livro maravilhoso, capa maravilhosa e estória maravilhosa, eu quero *-*

    Beijos da Edi
    Parte de Minha História ❤️

    ResponderExcluir
  16. Mari, andando pela livraria ontem (se tornou meu vício), vi a capa deste livro e lembrei na hora de você. Vim correndo hoje para ver a sua resenha!
    Awnt!! Preciso dizer que amei?!?!
    Achei super interessante o enrendo que nos leva a máquina do tempo!!
    A leitura já nos faz viajar e se o livro nos remete a tempos diferentes, se torna maravilhoso!!!

    beijos
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...