junho 30, 2014

[Livros] Minha Vez de Brilhar - Erin E. Moulton

Título Original: Tracing Stars
Autor: Erin E. Moulton
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Gênero: Ficção, Infantojuvenil, 
País: EUA
ISBN: 9788581635033
Classificação★★★★☆
_______________

Minha Vez de Brilhar é uma graça. A edição impecável em capa dura publicada pelo selo Irado da Editora Novo Conceito é de encher os olhos. Erin E. Moulton escreve para crianças e adolescentes e traz de forma singela um texto cheio de lições e morais. Com uma simbologia especial, é um livro gostoso de ler, que deveria ser proposto no ensino, afinal, ensina mais para a vida do que livros didáticos e leituras obrigatórias.

A autora nos apresenta Indie Lee Chickory, uma garotinha apaixonada por sua lagosta de estimação. Além de ter sido um presente do seu pai, que é pescador, a lagosta Monty Cola é especial pois é um tipo raro de lagosta dourada. As chances de encontrar uma dessas na vida são pouquíssimas, na verdade é de uma em trinta milhões. 

Na escola, as outras crianças caçoam de Indie, por ser estranha, desajeitada e estar sempre cheirando à peixe. Ela finge que não liga, mas no fundo, aquilo a entristece demais. Quando um dia Monty acidentalmente cai no mar, a menina se desespera e percebe que talvez seja impossível recuperar sua companheira. Para piorar mais ainda a situação, sua irmã Bibi, agora na adolescência demonstra ter vergonha dela e as irmãs que sempre foram melhores amigas, hoje não se dão bem.

Cansada de ser humilhada e perseguida pelos colegas e em busca de aprovação da irmã, Indie decide fazer um pedido a uma estrela cadente. Ela pede para que possa ser uma Indie Lee Chickory melhor, e que assim sua irmã volte a gostar dela. Ao mesmo tempo ela não desiste de tentar salvar sua preciosa lagosta dourada. 

Indie muda completamente e passa a se vestir melhor, seu comportamento robótico espelhado na perfeição da irmã agrada a todos e ela se torna popular. Bibi orgulhosa, passa a andar com ela e as duas começam a trabalhar no teatro. Bibi como atriz e Indie na oficina de cenários. No meio do pó e da serragem, ela faz um novo amigo: Owen. Um nerd, desajeitado, solitário e esquisito, que decide ajudá-lá a encontrar Monty. Os dois se divertem juntos, escapando todas as noites para um observatório improvisado à beira-mar. 

A menina passa então, a viver uma vida dupla. De dia é a perfeita irmã modelo, e de noite é a Indie de sempre, desleixada, brincalhona e verdadeira. Aos poucos, como era de se esperar uma personalidade confronta a outra e a Chickory deverá escolher quem ela realmente será. Uma amizade verdadeira com Owen ou a chance de andar com sua irmã Bibi e as garotas esnobes da escola? Até que ponto devemos mudar para conquistar alguém ou alguma coisa? Quão preciosas são as verdadeiras amizades? Seriam como uma lagosta dourada? Daquelas que só se encontra uma em trinta milhões?

"Observo as estrelas por um bom tempo. Penso em mim perdendo Monty, papi ficando triste por isso, a mamãe tendo que ouvir o policial Gallson, Bibi ficando envergonhada no ônibus e no playground. Penso em Kathy McCue fechando o nariz e me chamando de Peixólatra. E penso em Monty, ferida nas ondas. Fecho bem os olhos, respiro fundo e faço o meu pedido.
- Por favor, Peixes, prometa... - Penso na melhor forma de me expressar para deixar claro para ela. - Prometa me tornar uma Indie Lee Chickory melhor." (p. 40)

Sinopse: Em uma noite, Indie faz um pedido para uma estrela. Ela quer muito reencontrar a sua lagosta de estimação, e também quer que sua irmã Bibi volte a gostar dela. Mas ter os seus desejos realizados pode exigir dedicação integral! Indie trabalha no teatro durante o dia, mostrando a Bibi e seus amigos o quanto ela pode ser útil. À noite, ela procura sua lagosta perdida, e para isso conta com a ajuda de seu novo grande amigo, Owen. Tudo vai bem até que Bibi e sua turma começam a pegar no pé de Owen, o maior exemplo de nerd e futuro loser. Será que Indie vai conseguir manter em segredo sua amizade com Owen? Será que, para ser uma pessoa melhor, Indie precisa mesmo ser diferente?

"Quando olho para o céu, penso que Owen Stone pode ate ser um grande nerd com um plano de automelhoria, mas, pelo tanto que percebo, ele é o garoto mais legal que já conheci." (p. 211)


11 comentários:

  1. Ao contrário de você eu não gostei muito da leitura de "Minha vez de Brilhar", talvez pela expectativa ser muito grande. Apesar de uma leitura rápida, em certos pontos foi até cansativo, mas vale ressaltar que a mensagem transmitida é muito especial.
    Eu particularmente, se tivesse a idade do público alvo, provavelmente não me interessaria pela obra. :/

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Mari, tudo bem?
    Esse eu não conhecia. Esse tema é tão recorrente, eu vejo tanto nos filmes americanos, já percebeu? E infelizmente não é um problema que atinge somente crianças e adolescentes. Em nossa vida adulta também nos deparamos com esse problema. Eu assisti uma palestra e nunca mais esqueci. A oradora falou que descobriu que é impossível agradar a todos, por mais que você se esforce, alguém sempre vai reclamar, ou não vai gostar de você. Então, é muito melhor assumir quem realmente é e ficar ao lado das pessoas que realmente se importam com você. Parece ser linda essa história, vou colocar na lista.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii,

    Eu não conhecia o livro e achei a capa linda demais!
    Realmente como a Cila disse, esse é um tema que estaá muito presente em filmes, e eu gosto bastante, nos faz pensar nas nossas atitudes.

    Beijinhos,
    Blog EC&M | entrechocolatesemusicas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu tô com esse livro aqui pra ler, super curiosa com relação a obra.
    Sua resenha só me confirmou que é um livro bacana, sem falar que as obras do novo selo #Irado da NC estão ótimas.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. oi ^^
    primeira coisa: achei muito bacana ser uma edição de capa dura, não vemos muitas por aqui!
    segundo: eu adorei demais, demais, demais! muito fofo! e espero de coração que ela consiga achar sua lagosta dourada! muito fofo, vai para minha lista de desejados do skoob!

    tem postagem nova meu blog
    espero a sua visita
    bjs

    -TÍTULOS DE LIVROS

    ResponderExcluir
  6. Oi Mari

    Esse livro tem uma diagramação linda. Quando ele chegou aqui em casa fiquei babando nele um tempão. Ele será uma das minhas próximas leituras e espero curtir bastante.
    Gosto bastante de história que nos permite tirar lições delas.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mari!
    Poxa, esse parece ser um livro singelo e muito bonito! Gostei bastante da resenha e dos questionamentos que ele traz. Vou lembrar dele como uma opção para quando precisar de algo mais leve. <3
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. Oii :) Só pela capa ser de capa dura e linda desse jeito eu já leria. E uma duvida ficou, então a estrela cadente "atendeu" ao seu desejo? Preciso ler e saber o que a Indie fará ahhahah beijo
    entreeleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari, tudo bem?
    Adorei a resenha viu! Ótima como sempre. Vi esse livro em algumas caixinhas de correio dos parceiros da NC e fiquei apaixonada pela capa. Muito legal eles estarem publicando os livros desse selo em capa dura, ficam tão lindos né?.
    Ainda não conhecia a história do livro, mas adorei tudo que você falou sobre ele, parece ser um livro realmente muito bom, e muito fofo.
    Já posso até imaginar o quanto deve ser linda a amizade entre a Indie e o Owen. Imagino que no final ela tenha feito a escolha certa, e que a irmã tenha a aceitado do jeito que ela é :).

    Beijo :*

    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  10. É bem verdade que eu já tinha me interessado pelo livro quando vi essa linda edição de capa dura. Mas depois dessa resenha você conquistou uma leitora, com certeza!
    Ficarei de olho para comprar esse livro assim que possível. Parece ser uma história linda e cheia de reflexões.
    Parabéns pela resenha =)

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mari! Como vai?
    Gente, esse livro parece ser muito bom! Adoro coisas mais leves e que ainda tê, belas lições. Parece ser um pouco previsível, mas sei lá; acho que vou gostar de "Minha Vez de Brilhar" de qualquer maneira. A capa é linda mesmo! Estava de olho nesse e em alguns outros livros lançados por diferentes selos da Novo Conceito, que aliás está de parabéns. Espero poder comprar na Bienal e ler em breve *-* E o Owen deve ser um amorzinho!!!
    Beijos,
    Karol.
    http://heykarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...