agosto 20, 2014

A Seleção - Kiera Cass (A Seleção #1)

Título Original: The Selection
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 368
Gênero: Ficção, Romance
País: EUA
ISBN: 9788565765015
Classificação★★★★☆
_______________

A Seleção é um daqueles livros que nos fazem ter medo do futuro. Kiera Cass, dentro de um conto de fadas moderno, trouxe também uma distopia completamente plausível. E num futuro não muito distante, podemos viver numa sociedade como a do livro. Após a Quarta Guerra Mundial, os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, depois chamado de Illéa. A nação é organizada por castas e cada casta determina não só o poder aquisitivo daqueles cidadãos, mas também suas profissões e funções na sociedade.

A narrativa foi diversas vezes comparada à de Jogos Vorazes e tal comparação é compreensível, pois do ponto de vista político, elas preveem o que nosso planeta pode enfrentar nos próximos anos. Além da questão política e econômica, há a desigualdade, o preconceito e tantos outros males da sociedade que já existem hoje em dia. As castas só tornaram isso mais evidente.

América Singer é uma jovem que faz parte da casta Cinco. Os Cinco devem ser, em geral, artistas. Não é possível mudar essa designação, quem você é e o que você faz já está determinado antes mesmo de você nascer. Ela vive em uma casa simples, com sua família e sonha em se casar com seu primeiro amor, Aspen.

O problema é que Aspen é de uma casta inferior, a Seis, a dos trabalhadores braçais. Segundo as leis, uma moça não deve se casar com um rapaz de casta inferior à dela e isso vai fazer com que eles mantenham esse namoro proibido em segredo por um bom tempo. Para América não importa que ele seja um Seis, ele é o Aspen. O garoto com quem ela quer dividir sua vida. O garoto que ela ama.

É quando surge para todas as jovens moças de Illéa uma oportunidade incrível. O rei está procurando uma esposa para seu filho, o príncipe Maxon. Meninas de todos os lugares do país sonham com essa oportunidade, menos América. Ela sabe que seu coração é de Aspen e não quer ser da casta Um. Para ela nada daquilo importa. Mas para Aspen importa. 

O rapaz faz com que ela se inscreva e que pelo menos tente. É uma chance dela mudar sua vida para sempre e também a de sua família. Atendendo ao apelo do namorado, América se inscreve na Seleção, sem muita pretensão de ser chamada, afinal, as chances são de uma em um milhão. Por incrível que pareça, ela é convocada e Aspen decide deixá-la livre. Ele termina tudo com ela, para que assim, quem sabe, ela possa ter uma vida melhor do que a que teria com ele.

Indignada, América devolve a Aspen todo o dinheiro que tinha juntado para casar com ele e parte para a competição. Ela vai determinada a não ganhar, mas ficar o máximo de tempo possível, para que sua família receba os mantimentos e benefícios que o programa oferece. Além disso, ela também quer se afastar do amor da sua vida, que parece não entender que não há nada mais valioso na vida do que o amor.

Já no palácio, ela tem certeza de que o príncipe é apenas um riquinho arrogante e metido a besta. Quem já assistiu a série televisiva The Bachelor, imagina exatamente como é a Seleção. Quando tem a oportunidade de conhecê-lo melhor, ela vai perceber que estava completamente enganada e que Maxon é um rapaz maravilhoso, justo, digno e honesto. Além de bonito, claro. Com o coração ainda dilacerado pelo fim do namoro, ela abre o jogo com o príncipe e diz o real motivo de estar lá. Eles se tornam bons amigos e enquanto a Seleção segue, América vai questionar seus próprios sentimentos por Maxon e por Aspen diversas vezes. 

A saga divide opiniões entre os dois pretendentes de Meri. Com o olhar leigo e apaixonado de quem só leu o primeiro livro, sou #teamaspen. Mas confesso que achei muito compreensível América sentir dúvidas sobre seus sentimentos por Maxon, ele é uma fofura só. Confesso que eu não gostaria de estar no lugar dela, a decisão é difícil. Numa sociedade estratificada e segregada, seu coração parece ainda mais dividido por esses dois rapazes que são incríveis, cada um à sua maneira. E você, já decidiu por quem vai torcer?

" (...) - E se você me ama, vai fazer isso, para que eu não fique louco de tanto pensar no que poderia ter acontecido.
Quando se pôs como vítima, ele ganhou: eu era incapaz de magoá-lo. Fazia de tudo para facilitar a vida dele. E estava certa: não havia nenhuma chance de ser escolhida. Assim, tudo o que precisava fazer era me submeter ao processo e agradar a todos. Depois, quando não fosse sorteada, o assunto seria esquecido.
- Por favor? - Aspen suspirou no meu ouvido, e eu pude sentir um arrepio por todo o corpo.
- Certo - sussurrei. - Vou me inscrever. Mas sei que não quero ser princesa. Tudo o que eu quero é ficar com você.
Ele passou a mão no meu cabelo.
- E você vai ficar.
Acho que foi a luz, ou a falta dela, mas juro que os olhos dele marejaram quando disse isso." (p. 29)

Sinopse: Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.

Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.

Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

"- Ele também será um homem de sorte - o príncipe comentou, descendo de seu assento improvisado e andando para o meu lado da sacada.
- Hein?
- Seu namorado. Quando ele cair em si e implorar seu perdão.
Maxon disse isso sem rodeios, e eu tive que rir. Isso nunca aconteceria no meu mundo.
- Ele não é mais meu namorado. E deixou bem claro que terminou comigo.
- Impossível. Ele deve ter visto você na tv e se apaixonado mais uma vez. Embora, na minha opinião, você continue a ser areia demais para o caminhãozinho dele.
(...) - A propósito - ele prosseguiu, elevando um pouco a voz -, se você não quiser que eu me apaixone, não pode ficar assim tão linda." (p. 275)


12 comentários:

  1. Oieee,
    Mari eu jura que você já tinha feito resenha desse livro hahahahahahahah
    Acho que estou ficando louca, eu quero muito ler esse livro çç

    Beijos da Edi
    Parte de Minha História

    ResponderExcluir
  2. Olha eu aqui \o/
    NÃO ACREDITO QUE VOCÊ É TEAM ASPEN!!!!!!!!!!!
    Como??? kkkkkkk Eu detestei ele ¬¬
    Achei ele tãããão chato. Me deu nos nervos!!!!
    Mas eu amei o livro e amei o Maxon ♥
    Príncipe lindinho e totalmente diferente do que eu imaginei.
    Confesso que pensei que não gostaria do livro! Sei lá, achei que ia ser muito chato, muito doce, mas acabei gostando bastante ♥♥♥
    E, por incrível que pareça, gostei muito da America. As atitudes dela me surpreenderam muito durante a leitura!!!! Me surpreendi porque não costumo gostar de protagonistas :/
    Também só li o primeiro e estou louca por A elite *-------*
    Ameeei a resenha!!!

    Beijos
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amo esse livro, mas como você é #teamAspen? Prefiro o principe.

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo no momento, e o Aspen quase não apareceu então decidir seria inusto :p

    ResponderExcluir
  5. Por um pré-conceito bobo nunca li essa trilogia.
    mas a cada resenha me encanto mais... estou pensando em qualquer hora dar uma chance para o livro! quem sabe em breve?!
    dane-se que é cliche, adoro triangulos hahah!
    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não li nenhum livro dessa série. Confesso que eu pensei que se trataria de algo totalmente diferente. Jamais imaginaria que ao ler essa obra teríamos medo do futuro, tratando-se de uma distopia dentro de um romance. Adorei essa ideia

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 6 livros para escolher e 2 ganhadores.

    ResponderExcluir
  7. oi
    Eu não acho tão parecido com Jogos Vorazes (se analisar a saga toda) porque HG é muito mais voltado para as questões politicas, já a seleção acaba que o foco fica mais no romance. No começo eu gostava mto do Aspen, mas conforme ia lendo deixei de gostar dele... como assim vc manda a sua namorada ir a uma competição para tentar casar com outro cara??? imperdoavel -.-

    tem postagem nova no meu blog
    te espero por la
    bjs

    Dudi

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari já coloquei várias vezes essa trilogia no carrinho de compra e nunca finalizo acho q tenho que comprar logo rs e assim ler de uma vez =)

    http://www.paraisoempapel.com
    http://www.contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Maaari,

    Quero muito ler esse livro, mas ainda não consegui comprar :(
    A história parece ser muuuito legal e eu só ouço elogios ;)

    Espero te ver no encontro de blogueiras ;)

    Beijinhos,

    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Mari,
    Menina amei sua resenha =D
    ainda não li nenhum livro dessa série, mas quero muito ler, esses não são livros do tipo tenho que ler agora.
    Confesso que depois dessa resenha minha vontade aumentou!!

    Beijos!!! :*
    www.livrosesonhos.com

    ResponderExcluir
  11. Tenho muuuuuuuuuita vontade de ler esse livro, parece ser maravilhoso *-*
    beeijos
    http://cookierobsten.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Mariiii :D Olha eu aqui lol
    rsrs
    Mariiii ao ler tua resenha relembrei todas as sensações que tive ao ler o livro a Seleção!
    Fiquei impressionada com a narrativa que flui de Kiera, e não teve como não me envolver nesta distopia e romance!!! Tu sabe que até agora estou na dúvida entre os dois kkkkkk Por serem fofos, e por serem objetivos e claros naquilo que quer... enquanto a nossa amiga aaaaaa que vontade de bater nela!!! Mas a entendemos, neh!
    Afinal, não é todo dia que há dois homens disputando pelo nosso coração ^~
    Beijos
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br/2014/07/livro-selecao-kiera-cass.html

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...