agosto 28, 2015

[Livros] Procura-se - Giovanna Vaccaro

Título Original: Procura-se
Autor: Giovanna Vaccaro
Editora: Novo Século
Páginas: 200
Gênero: Ficção, Sick-lit, YA
País: Brasil
ISBN: 9788542805574
Classificação★★★★☆
_______________

Procura-se alguém que possa escrever essa resenha sem chorar. O meigo, encantador e sensível livro de estréia de Giovanna Vaccaro traz uma história comovente, escrita com a doçura de uma garota de quinze anos e a leveza de um romance adolescente. Com uma bonita mensagem de esperança e coragem, é um livro que promete unir corações. E também despedaçá-los.

A narrativa casual de Giovanna é contagiante. Comecei a ler e terminei em pouco mais de uma hora. Fiquei encarando o nada por alguns minutos, pensando em tudo o que tinha lido e em quanta maturidade havia nas palavras da autora. Procura-se é mais que uma história de amor, é um alerta para que todos passemos a viver nossas vidas plenamente, pois elas são imprevisíveis e finitas.

Ariane tem uma doença chamada coronariana, esta condição a acompanha desde pequena. Um fator hereditário, um gene defeituoso, uma roleta russa. A única daquela geração a desenvolver a doença, a garota vive e enfrenta bravamente todos os obstáculos e limitações que são impostas pela coronariana. Ela nunca havia desanimado, mas quando descobre que precisa de um transplante de coração urgente, a realidade a assusta, ela está morrendo.

Todos estamos indo em direção a morte, mas saber quando é o que faz a diferença. A ilusão de uma longa vida nos anestesia, faz com que não pensemos em nós mesmos, em tudo o que temos, nas coisas que amamos. Quando Ariane descobre que tem dois meses de vida, as coisas mudam. Ela muda. Sua única alternativa é se submeter a um transplante, mas todos conhecemos a realidade da lista de espera.

A história se passa em Nova York, portanto há muita ambientação para que o leitor se sinta, de fato, na Grande Maçã. Detalhes turísticos, descrições culturais e diálogos fofos costuram-se a trama, criando um tipo de romance com inspiração de Nicholas Sparks. O sobrenome da protagonista, inclusive, é o mesmo que o do autor. Esse crossover estabelece uma conexão entre os dois estilos de narrativa. Acredito ser uma referência bastante apropriada.

Na escola, Ariane tem sua melhor amiga Callie, uma personagem divertida, ousada e extremamente fiel. O que Ari nem imagina que um novo rapaz vai tomar sua atenção, seus pensamentos e seus sonhos. Com a ajuda da amiga, Ariane se aproxima dele e aos poucos vai percebendo que viver vale a pena. Um dia vivido com intensidade supera uma vida vivida com superficialidade.

Com os dias contados e ao mesmo tempo a possibilidade de uma vida toda pela frente, a garota decide aproveitar seu tempo. Reencontrar a mãe, que a abandonou há muito tempo é um de seus maiores desejos. Ousar, tentar, experimentar, um mundo novo de possibilidades enquanto espera a possibilidade ínfima de conseguir um coração compatível. Aos poucos, ela descobre o significado do amor e da esperança. E isso se traduz em Miles Bennet.

O casal de protagonistas é um dos mais fofos da literatura nacional e, confesso, que eu suspirei em diversos momentos do texto. O amor de Ariane e Miles é puro, nasce da amizade e em pouquíssimo tempo vira algo mais. Como toda paixão adolescente, é avassaladora e vai fazer com que a jovem tenha mais um motivo para lutar. Eu gostaria de ter conhecido mais sobre Miles, sua história, mas o livro é tão curto quanto a expectativa de vida de Ariane. É uma bela metáfora - adaptada de John Green -, algumas vidas tem mais capítulos que outras, afinal. 

Procura-se foi uma leitura deliciosa e que me fez chorar bastante. O amor sempre me comove e acredito que se algum dia deixar de comover, precisarei procurar um novo coração. O sentimento com que a autora conduz a história nos leva para longe. Para onde ninguém nos procuraria, para dentro de nós mesmos.

"Miles e eu rimos e esperamos. Quando descemos do brinquedo, quis deitar no chão e gritar de tanta felicidade, mas eu não faria isso perto de Miles.
E, de repente, notei que aquilo tudo, todas as coisas erradas que eu fazia eram prejudiciais ao meu coração. Mas eu não ligava... 'Tudo que me mata me faz sentir mais viva', pensei." (p. 53)

Sinopse: O tempo que Ariane tem de vida é bem menor do que se imagina. Desde os seis anos, sofre com a doença arterial coronariana, uma deficiência cardíaca genética; rara em pessoas jovens, mas fatal. Mantendo-se com a ajuda de remédios, ela conta com a ajuda de seu pai e de sua irmã Becky. Para agravar a situação, após uma crise de insuficiência cardíaca, ela recebe a notícia de que deverá passar, o mais urgente possível, por um transplante de coração, caso contrário, seus dias estão por um fio.

Porém, ela tem uma nova razão para pulsar: seu novo amigo Miles. Ariane se envolve em uma paixão “quase” perfeita – diante do difícil drama que enfrenta! Juntos, eles tentarão encontrar uma saída e farão de tudo para congelar o tempo e eternizar cada segundo que lhes resta, como um extenso fio de esperança que surge a seu futuro tão incerto.

"- Ariane, quero que você saiba... - começou.
- Não estrague tudo, Benet. - Olhei fixamente para ele, sorrindo.
Nossos corações batiam no mesmo ritmo, nossos olhos estavam fixos, nossa respiração estava devagar e podíamos sentir tudo. Estávamos a centímetros de distância, meu rosto estava a milímetros de distância do rosto de Miles. E eu conseguia sentir...
Já era amor antes de ser." (p. 154)


12 comentários:

  1. Oi, Mari!!! Como vai?
    Fico feliz por ter gostado de Procura-se. Quero muito ler o livro, todos estão falando muito bem dele e eu não quero ficar por fora dessa novidade nacional. A Giovanna é mais uma inspiraćão para mim, por ter escrito um livro tão cedo, e um tapa na minha cara para eu tomar vergonha e escrever - mas eu sempre tenho o medo de terminar o livro, tentar publicar e ser a desgraça nacional em comparação a essas meninas hahahahaha E nem é tão difícil passar vergonha em comparação a essas histórias. Enfim. Amoooo chorar com livros e espero que esse também supere as minhas expectativas e me emocione. E, Mari, eu tô precisando de outro coração. O amor sempre me comovia, agora... nada. Com Procura-se, espero encontrar uma forma de sentir novamente. (Trocadilho horríveeeeel.) Mas é verdade.) Tarefa difícil, mas vai que a Giovanna consegue?!
    Beijinhos,
    Karol.
    www.heykarol.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu denovo, nossa que livro lindo, espero que não seja tipo aqueles que um dos dois morre no final, parece ser tão bom esse livro, uma leitura saudável, gosto de falar isso, apesar de romance não ser minha praia mais não podemos falar disso sem ler o livro claro, e o mesmo de julgar pela capa, então, gostei muito mais um livro pra pôr na minha listinha de livros que ainda tenho que ler!
    Beijoooooooos

    ResponderExcluir
  3. Deve lindo esse livro, mas tambem um tanto triste, não tenho certeza se eu leria, mas se eu resolver ler vou torcer par nenhum dos personagens morrer

    ResponderExcluir
  4. já vi esse livro em outro blog,e soube que a autora é bem novinha ainda, de qualquer jeito e adorei a resenha e sinto que super vale a pena ler.

    ResponderExcluir
  5. Bom, ainda não conhecia esse livro, mas tanto pela sinopse quanto pela sua resenha ele parece ser ótimo, e bem comovente, adoro livros em que a leitura flui tão naturalmente que quando a gente vê já terminou de ler, e ainda mais quando faz refletir sobre tudo que se leu.
    Adicionei em minha lista de leitura e pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia a autora, Giovanna Vaccaro. E, também, é o meu primeiro contato com o livro. Gostei bastante da proposta emocionante passada pelo livro que envolve o leitor de uma forma devastadora. Lerei!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mari!!

    Estou emocionada com sua resenha. De verdade. Parece ser uma linda história de amor que infelizmente foi encurtada pela vida. Eu tenho certeza que chorarei litros caso leia a história.

    Já havia visto no Amazon se não me engano, mas estou tentando segurar o bolso porque com a Bienal foram muitosssss lançamentos bons que não esperava - alguns que ainda sairão -, mas já estou com orçamento no limite total. Rsrsrs

    Só que quero muito ler agora essa história. Fico imaginando o desenrolar de um assunto tão complexo, mas tão emocionante. Espero que consiga me controlar por um mês pelo menos antes de comprar! Hahaha

    Beijão!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mari, quanto tempo?
    Teu blog continua lindo e fofinho hihi
    Bem, eu nem conhecia o livro, nem a autora, mas pela velocidade que leu, pelo que escreveu o livro parece ser bem bacana mesmo!
    Gostei da resenha, pois você passou a emoção que senti, as sensações, enfim, posso estar sendo confuso, mas espero que entenda hihi
    Parabéns pelo post e pelo blog!
    Abraços!

    http://incriativos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ahhhh, que triste :(
    Eu fiquei lendo aqui torcendo que vc deixasse escapar que um milagre aconteceria e Ari viveria...
    O final é esperado e isso me deixou mal.
    Eu adorei a resenha, adorei tudo que permeia a vida desta personagem que retrata tantas pessoas que lutam pela vida.
    O romance é tão fofo, mesmo que de uma hora para outra assim meio, puf, aconteceu!!
    Quero ter a oportunidade de ler este livro.

    ResponderExcluir
  10. Uau que resenha delicada e sensível! Eu já queria ler o livro, agora então! *-*

    ResponderExcluir
  11. Que resenha linda!
    Adorei a forma como tu transplantou a emoção e sensibilidade do livro para tuas palavras. Confesso que tenho uma queda por livros desse gênero, eles sempre conseguem me comover e me fazer refletir sobre como a vida é valiosa. Adorei a capa e a premissa, e fiquei encantada com a simplicidade com que a autora aborda um tema denso, como uma doença, por exemplo.

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Adorei a resenhas não conhecia o livro mas fiquei com muita vontade de ler, parece ser uma historia muito emocionante e linda e achei muito fofo a Ariane e o Miles e parece que o livro tem personagens apaixonantes e uma historia muito comovente !!!

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...