janeiro 01, 2014

[Livros] Todo Dia - David Levithan (Todo Dia #1)

Título Original: Todo Dia
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Páginas: 280
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788501099518
Classificação★★★★★
_______________

Ah, vocês me conhecem e sabem que uma história de amor que me faça chorar sempre acaba virando um dos meus livros favoritos. Li muitas resenhas positivas sobre esse livro e quando o vi em promoção, tive que comprar. Foi uma das melhores coisas que eu fiz *-*'

Todo Dia conta a história de A., um 'ser' que todos os dias acorda no corpo de uma pessoa diferente e assume sua identidade por um dia. Tem sido assim desde que ele se conhece por gente. Ele nunca teve uma vida ou um corpo só seu.

A. vive então, por meio da vida de seus 'hospedeiros', passando um dia na pele deles da melhor maneira possível, seguindo o tipo de vida que eles levam e sendo a pessoa que eles sempre foram. Ele acessa a memória deles e instantaneamente sabe tudo sobre qualquer um deles. É uma existência difícil, ser alguém diferente sempre, criar laços que só duram até meia noite, mas ele já se acostumou com isso.

As coisas mudam quando ele entra no corpo de Justin, um adolescente que só liga para si mesmo. Justin tem uma namorada, Rhiannon, a qual não trata corretamente. Ele a menospreza, não liga para seus sentimentos e já não sente mais nada por ela.

No início, A. sente pena da garota e decide dar à ela pelo menos um dia bom com o namorado. Eles escapam da escola e passam um dia perto do mar, como nunca fizeram antes. Ele a trata como uma princesa, como Justin deveria tratá-la todos os dias. E a menina tem esperança de que algo tenha mudado no namorado. Infelizmente, mudou, ele não é ele mesmo. E no dia seguinte, tudo volta ao normal.

Depois de abandonar o corpo do garoto, A. segue com sua vida, vivendo através de outros adolescentes, mas não consegue deixar de pensar em Rhiannon. É tarde demais, ele se apaixonou por ela. Precisa vê-la, precisa estar com ela, mais um dia, todos os dias.

Dia após dia, ele deve conviver com a transição de corpos, femininos e masculinos. Todos os dias a mesma paixão, pela mesma garota. Ele faz de tudo e a conhece em diversas formas, até resolver contar a verdade. Um relacionamento entre os dois não é viável, já que sua aparência física muda no final do dia. Mas não é possível controlar o coração e por dentro ele é sempre a mesma pessoa.

O livro é incrível, e quando digo incrível, digo no sentido real da palavra. David criou um enredo magnífico, que além de romântico e fantástico nos ensina lições valiosas. Os diálogos são incríveis e cada adolescente que tem sua vida invadida é um mundo à parte.

Além do tema principal, essa mudança de corpos, David também expõe em diversas situações o amor sem gênero. O amor que A. sente por Rhiannon, estando em um corpo feminino ou masculino. De início é difícil pra ela ver que por trás de uma garota, pode estar o amor da sua vida. E é assim que a sociedade em que vivemos julga o amor pelo mesmo sexo, errado, incompreensível, pecaminoso.

Numa dessas transições A. invade o corpo de uma menina, que na verdade, gostaria de ser um menino. É a metáfora perfeita para sua situação, o amor por alguém, independente do gênero, independente do exterior. As pessoas não são só pele e osso, tem algo por dentro, algo pelo quê a gente se apaixona. A alma de alguém.

Eu chorei nesse livro e como chorei. Queria ler mais e fiquei triste por ter terminado, foi a primeira leitura do ano e já entrou para a lista de favoritos. Começando bem o ano, não? Para A. cada dia é uma nova vida e por conta disso ele tem uma perspectiva diferente do mundo todos os dias, novos pais, novos amigos, novas casas, mas nada ao qual ele pode se apegar. Só uma coisa permanece intacta dentro dele todos os dias, o amor por Rhiannon.

"Que história é essa sobre o instante em que você se apaixona? Como uma medida tão pequena de tempo pode conter algo tão grande? (...) Em seu coração, em seus ossos, por mais bobo que saiba que é, você sente que tudo levou a isso, que todas as flechas secretas estavam apontando para este lugar, que o universo e o próprio tempo construíram isso muito tempo atrás, e agora você acaba de perceber que chegou ao local onde sempre deveria ter estado." (p.25)

Sinopse: Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.

"As pessoas não dão valor à continuidade do amor, assim como não dão valor à continuidade do corpo. Não percebem que a melhor coisa sobre o amor é sua presença constante. Assim que você estabelece isso, sua vida ganha uma base extra. Mas se você não pode ter essa presença constante, só tem uma base para sustentá-lo sempre." (p.53)


16 comentários:

  1. Estou louca por esse livro desde que li a primeira resenha. E desde então, só tenho visto opiniões positivas. Me arrependi por não ter comprado ele na promoção que teve, mas com certeza estará na minha próxima compra. Não sou fã de romances, mas essa história de amor vai além dos limites de romance, vai até além dos limites de gênero. Um enredo maravilhoso e que eu espero me deliciar o mais breve possível.

    ResponderExcluir
  2. Oi Mari, já faz meses que estou doida para ler este livro. Acho a premissa tão ousada e criativa. Adorei a resenha. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  3. Uma história bem diferente e intrigante, nunca ouvi falar a respeito e gostei muito da sinopse! Ótima resenha . Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Oie...
    Tudo bom?
    Já li inúmeras resenhas positivas sobre esse livro... Amei a sua resenha.. Muito bem estruturada... Parabéns... :D

    Adorei seu blog... Já estou seguindo...
    Depois dá uma passadinha no meu cantinho para conhecer e se puder segui-lo ficarei muito grata...
    Beijos
    Relíquias da Lylu =D
    http://reliquiasdalylu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari :)
    Ahhh, como desejo ler esse livro. *o*
    Estou adiando a leitura dele pq só o tenho em e-book. Desejo ter ele em livro físico.
    O enredo criado pelo David é bastante interessante. Eu comparo o livro à A Hospedeira (de Stephenie Meyer), mas Todo Dia parece ser mais profundo. Chega a um ponto do romance que parece doer só de ler as resenhas.
    Acho a capa do livro muito bela. Desde que li Will & Will estou cobiçando ler os livros do David. Espero começar por esse.
    Parabéns pela emocionante resenha, Mari Deixe-me ir antes de acabar chorando (acho pq estou vendo o mini seriado O Tempo e o Vento hehe). Bjs :*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie sua linda do meu tum tum <3
    já começou o ano lendo algo tão poderoso assim?
    Ainda não li nada desse autor apesar de ter Um Dia, creio que irei ler ele esse ano, espero poder ler esse também e me sentir como você!

    ResponderExcluir
  7. Mari, que lindo!
    Adorei a resenha e fiquei curiosíssima sobre o livro. Adoro livros que provocam uma reflexão. Procurarei, com toda certeza.

    Um beijo e feliz 2014,

    http://algumasobservacoes.blogspot.com.br/
    http://escritoshumanos.blogspot.com.br/
    http://nossocdl.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Acho essa capa linda, e até um tempo atrás não sabia do que esse livro falava,
    e um dia descobri.
    Acho que esse livro deve ser muito bom, pois a premissa é bem interessante ;)

    http://incriativos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Mariana,
    tudo bem?
    FELIZ 2014!!!!!!!!!
    Adorei conhecer seu blog no ano passado, espero que nossa amizade só aumente nesse ano.
    Nossa, amei sua resenha!!!!!!!! Como você gostou da história e como você conseguiu me envolver nela. Não conhecia esse livro, acho que é a primeira resenha que leio.
    Super diferente a história. Vou anotar essa dica.
    Beijinhos.cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ai flor, o livro é incrível né? Até favoritei. David foi muito feliz em criar esse protagonista sem gênero nem corpo, as reflexões que isso gerou também me fizeram chorar. Agora é aguardar o próximo!

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Mari, parece que você começou o ano com pé direito!
    Eu quero ler esse livro a séculos, e a cada resenha que leio dele, mas apaixonante ele me parece!
    Amei sua resenha. E putz, eu preciso conhecer A.
    A trama que o autor criou eh muito interessante..

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  12. Oi, Mari! Também comprei esse livro na promoção do Submarino e logo que chegou, já li.
    Eu gostei bastante, maas esperava um pouco mais. Acho que, pra mim, faltou a explicação do porque o A. é assim. Ou o que ele é.
    Do mais, história linda e o final me surpreendeu.

    Beijos
    Rayssa

    http://diariosdleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. acho que eu nao iria curtir muito o assunto desse livro nao... esse negocio de hospedeiros e etc... nao me agradam :/ alem do q a capa e feinha!! maaas pra quem gosta, boa leitura *-*

    ResponderExcluir
  14. Nossa que lindo!!! Fiquei impressionada com a história!! Creio que seja linda mesmo!!! E como sempre, tu é amante do romantismo!!! E acaba dando uma outra cor em suas resenhas quando se trata de amar :D

    Bjs
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nossa, sua resenha me deixou com mais vontade ainda de ler!
    Li um livro a um tempo atrás que tinha alguns pontos parecidos com esse, e amei... espero gostar tanto desse quanto do que li!

    ResponderExcluir
  16. Desde que li a primeira resenha sobre este livro eu fiquei louca para lê-lo e a cada resenha que leio dele encontro um fato novo elogios e mais elogios que só me fazem ter mais vontade lê-lo.
    A mensagem do livro realmente é muito linda, pois não importa a sua aparência, cor, gênero, altura, o que importa é o que você é. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...