maio 26, 2015

[Livros] Labirinto de Espelhos - Bárbara Negrão

Título Original: Labirinto de Espelhos #1
Autor: Bárbara Negrão
Editora: Novo Século
Páginas: 456
Gênero: Ficção, Romance, Sobrenatural
País: Brasil
ISBN: 9788542803235
Classificação★★★★☆
_______________

Envolvente, sedutor, apaixonante. Esses adjetivos poderiam caracterizar Willian, o protagonista do livro, mas por ora, definem o que eu achei de Labirinto de Espelhos. Eu devorei suas quatrocentas páginas em pouco tempo e terminei o livro desejando mais. Posso dizer que a leitura me fez, inclusive, assumir hábitos vampirescos, como o de ler madrugadas a fio.

O livro de estreia da autora Bárbara Negrão tem fortes influências das séries Crepúsculo e Diários do Vampiro, e por isso, comparações são inevitáveis. As cenas narradas no decorrer da história são adaptações dos acontecimentos de Crepúsculo. Como fã do primeiro livro da saga adorei as referências e apesar da forte inspiração, Labirinto de Espelhos toma um rumo completamente diferente da quadrilogia de Stephenie Meyer.

Título, capa e sinopse não revelam, propositalmente, que o livro fala sobre vampiros. Tentando fugir dos estereótipos, foi uma excelente escolha da autora nos deixar no escuro. Ao perceber que Labirinto de Espelhos tem em sua narrativa essa temática, as leitoras já estão completamente rendidas aos encantos de Willian e, assim como a protagonista, se apaixonam pelo seu lado humano, antes de conhecer seu lado sombrio. 

O livro é praticamente todo narrado do ponto de vista de Eva, a típica garota de interior. Inexperiente, desastrada e meio tapada, ela perpetua a condição das mocinhas: sempre indefesas. Provavelmente essa tenha sido a única coisa que eu não gostei no livro. O fato de que a personagem principal é, mais uma vez, uma sonsa. Acontece também em Crepúsculo e em Diários do Vampiro. E me incomodou em todos eles.

Superando a parte de que Eva tropeça até nos próprios pés, ela evolui no decorrer do livro. E assim como acontece em Crepúsculo, isso não importa, porque o foco dos leitores (em especial das leitoras), é Willian, o vampiro bonitão e interessante. A autora fez com que o leitor fizesse parte da história vendo o mundo a partir dos olhos olhos de Eva. Ela se vê como uma garota sem graça, enquanto Willian é, basicamente, um deus grego. Quem não se acharia sem graça perto da perfeição?

A trama se inicia com um dos únicos capítulos narrado pelo vampiro, no qual vemos que ele sonha com uma humana há muito tempo. Desesperado para entender o que os sonhos significam e também apaixonado pela garota, Willian sai em busca da mulher dos seus sonhos. Logo também conhecemos Eva, uma garota, como eu disse anteriormente, bem comum. Claro que essa imagem é a que ela faz de si própria, se pararmos para observar como Willian a descreve nos sonhos, ela também pode ser vista como uma deusa grega. Fora dos sonhos e a partir de sua própria perspectiva, porém, ela é insegura. 

Eva sempre teve ao seu lado um melhor amigo, Noah, mas este a abandonou quando descobriu que ela não gostava dele 'daquele' jeito. Abalada pela perda do amigo, a garota se desestabiliza e se afunda numa onda de depressão. Mesmo tendo outras amigas, a garota ainda se sente sozinha. Todos sabemos a falta que nosso melhor amigo faz, não é? 

As coisas começam a mudar quando um rapaz misterioso surge na cidade. A perfeição em pessoa é Willian Delamare e ele chegou para ficar. O garoto aos poucos se aproxima de Eva e a química entre o vampiro e a humana é instantânea. Depois de anos sonhando com ela, ao tocá-la ele se sente vivo novamente, e além dos sentimentos confusos da adolescente, ele sente seu desejo. Esse desejo, porém, pode ser perigoso para os dois, afinal, apesar de apaixonado por ela, Willian ainda é um predador e Eva é a presa. 

Muitos segredos, reviravoltas e emoções aguardam os leitores. O romance os dois pode até ser um chavão batido, mas quem não adora uma história de amor proibido? Que tipo de amor não é perigoso? Mesmo não namorando um vampiro, qualquer mocinha pode sair machucada. Bárbara Negrão fala sobre seres sobrenaturais, mas acima de tudo, fala sobre um amor que transcende tudo isso.

"- Por que, Robin Hood? - perguntei, quebrando o silêncio que se instalara. - Ele não rouba dos ricos para dar aos pobres? - disse, segurando uma risadinha. - Pretende roubar alguma coisa hoje?
- Pretendo - disse, olhando com uma sobrancelha levantada. - Mas não vou dá-la a ninguém, vou ficar com ela só para mim - completou, dando um de seus sorrisos." (p. 259)

Sinopse: Quando a estudante Eva Lins conhece o misterioso e sedutor Willian não imagina quais segredos ele podia esconder por trás de tanta beleza. Que ele é perigoso, ela pôde ver em seus olhos desde a primeira vez que se encontram, porém, a vontade de estar junto a ele é maior do que qualquer pressentimento que a jovem possa ter. Chocada pelas revelações, e ao mesmo tempo atraída e fascinada por todo o mundo novo que envolve Willian, Eva não se deixa intimidar e se entrega à história que promete ser a mais emocionante de toda sua vida, sem imaginar que mais mistérios estão para serem revelados.

" (...) - E o que você aprendeu? - Senti minha garganta ficando seca.
Ele se aproximou do meu ouvido e falou baixinho:
- Aprendi que primeiro você tem que ficar bem perto, assim. - E com isso fez uma pequena pressão em minha cintura me prensando ainda mais em seu corpo. - Depois tem que umedecer os lábios, assim.
E bem devagar ele passou a língua pelos lábios. Meu coração começou a bater rápido e meus músculos começaram a se contrair.
- E depois? - perguntei, quase sem fôlego.
- Sempre manter contato visual.
Concordei com a cabeça sem ter certeza do que fazia. Estava tão perdida olhando de seus lábios para seus olhos e voltando aos seus lábios que se uma bomba caísse a poucos metros eu não daria a menor importância." (p. 329)


15 comentários:

  1. Amei sua resenha
    http://rafaelesampaiio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu ganhei esse livro e estou louca para fazer a leitura o quanto antes. Será o próximo, na verdade. E amo vampiros, nem tento resistir. Já li que tem mesmo algumas semelhanças com Crepúsculo, mas, gente, quem liga? Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  3. Quase terminando o meu, comentaremos sobre ele em breve hahaha.
    Adorei sua resenha amiga, como sempre!
    Beijos,
    Thay Lima
    imperiodico.blogspot.com,br

    ResponderExcluir
  4. Boa resenha . Admito que tenho preconceito com livros com esse tipo de vampiro . Sou das antigas tipo dracula de bram stoker . Mas respeito quem gosta . Achei a capa linda

    ResponderExcluir
  5. Faz teeempo que não leio nada de fantasia e já vi algumas resenhas bem positiva sobre este livro, fiquei curiosa, pelo visto é bom mesmo!!!

    Beijo, Vanessa Meiser
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Lembro que quando li sobre esse livro, fiquei bem curiosa pra saber mais sobre ele.
    Mas confesso que agora que sei que tem vampiro no meio já perdi a vontade. Crepúsculo, então? Putz. Acho que não funciona comigo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ainda não conhecia esse livro *-* O que mais gostei na obra foi misturar romance com sobrenatural, pois se o livro tivesse apenas romance, dificilmente eu leria. Além disso, eu adorei saber que o livro contém bastante segredos e reviravoltas, fazendo com que a leitura fique ótima!

    ResponderExcluir
  8. Muito bom saber sua opinião desse nacional mega elogiado. Tenho ele aqui na estante, mas ainda não consegui ler =( fico fazendo um malabarismo entre os livros de parceria e os livros comprados. Espero consegui ler ainda esse ano e quem sabe a autora consiga lançar o livro seguinte o quanto antes =)
    Enfim adorei saber sua opinião e fiquei curiosa para ler essa história. Não sabia das suas inspirações, gostei!!!

    P.s. Te espero lá no meu blog ok!!!???
    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  9. Eita Mari!
    O livro já me conquistou por ser de vampiro, sou uma eterna apaixonada por esses seres cruéis e sedutores.
    Não entendo também porque os autores de livros/filmes vampiresco tem sempre uma protagonista tolinha, acho que é para serem conquistadas com maior rapidez...
    Não sei se gostei muito da ideia da autora se basear em outras obras de sucesso sobre o tema...
    “Os homens não desejam aquilo que fazem, mas os objetivos que os levam a fazer aquilo que fazem.”(Platão)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie! Na primeira vez que vi essa capa, eu não imaginei que era sobre vampiros e fiquei curioso para ler. Adorei a resenha, mas não vou arriscar, pois não gosto de histórias vampirescas '~'

    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Não sou fa desses romances com vampiros :/ Na verdade ja fui grande fa de diario de um vampiro, mas a série se perdeu completamente a partir da 4ª temporada e eu praticamente dormia assistindo kkkkk Mas gostei muito de algumas partes q vc falou do livro e principalmente do Willian... acho que darei uma chance ao romance vampiresco mais uma vez kk

    ResponderExcluir
  12. Oi Mari, confesso que também assim que vi a capa do livro, nunca na minha cabeça passaria que era um livro de vampiros. Depois quando fui lendo as resenhas fiquei sabendo e fiquei intrigada, Lendo sua resenha vejo que estou perdendo muita coisa boa. E eu admito eu adoro livros com vampiros e romances proibido. Me julguem hahahha

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  13. Também achei uma bela sacada da capa, o titulo e sinopse não entregar muito sobre a temática vampiresca do livro. Acho que a autora já se saiu bem. Sobre as caracteristicas da mocinha, isso é normal e acho que até é preferivel pelo público em massa. Eu não vejo problema em ser assim, agora, a trama fica bem mais interessante quando tem essa evoluçao da mocinha.

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li esse livro da Barbára, mas felizmente irei le-lo em breve. Confesso que não gosto muito das personagens ou melhor dizer as protagonistas serem mimadas, indefesas e um tanto tapadas. Nunca imaginaria vendo a capa ou lendo a sinopse que o livro seria de vampiros, ate por que ambos não dão muito dicas sobre o que vai ser o tema.

    ResponderExcluir
  15. Oi Mari, tudo bem?
    Faz tempo que vejo resenhas desse livro pela blogosfera e elas são sempre bem positivas!
    Vi que muita gente dizia que esse livro não tinha nada a ver com crepúsculo e que era totalmente diferente, mas pelo que li da sua resenha não é bem assim!
    Porque as protagonistas não podem ser fortes e decididas? Assim como você eu tô cansada de Elenas e Bellas, sempre tapadas, lerdas e irritantes (pronto, falei! rsrs).
    Mas apesar disse detalhe fiquei bem animada com esse livro, que parece ter uma boa história.

    Beijão ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...