novembro 08, 2015

[Livros] Como Se Apaixonar - Cecelia Ahern

Título Original: How To Fall In Love
Autor: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Gênero: Ficção, Romance,
País: Irlanda
ISBN: 9788581637860
Classificação: ★

_______________

Como não se apaixonar por um livro de Cecelia Ahern? Se houvesse uma maneira de colocar em palavras a admiração que sinto pela autora, essa seria minha mais longa resenha. Suas histórias, sempre repletas de magia, continuam me encantando e me fazendo sonhar e Como Se Apaixonar é um daqueles livros fofos, meigos e que nos fazem pensar.

Com uma trama tão cômica quanto dramática, a autora consegue balancear os dois extremos em uma bonita história de amor. Cecelia instiga o leitor a pensar na preciosidade da vida e também em sua brevidade. É impossível não se comover com cada um dos personagens, complexos e bem construídos. Cada história - dentro da história - é rica em detalhes e sentimentos.

Ahern possui uma - já característica - narrativa mística, e em todos os seus livros algo sobrenatural influencia de alguma forma a vida de seus protagonistas. Em Como Se Apaixonar, o destino - essa força que atrai uma série de acontecimentos altamente improváveis - é o que coloca Christine no caminho das pessoas certas , ou melhor, elas no caminho de Christine.

Christine é uma jovem de vinte e poucos anos que vive sua vida baseando-se em livros de autoajuda. Por engano, acaso, karma ou muito azar - ela se envolve em uma tentativa de suicídio (de outra pessoa) e, infelizmente, não consegue evitar que um homem dê um tiro em sua própria cabeça. Infeliz com a própria vida, o casamento e se sentindo responsável pelo fracasso do salvamento do rapaz, Christine decide mudar as coisas com as quais não está satisfeita em sua vida. 

Começando pelo seu casamento, a jovem diz ao marido que quer o divórcio e por vingança, ele tira tudo o que ela tem. Tudo, inclusive, sua dignidade. Com ameaças, ligações anônimas, xingamentos e mensagens maldosas, ele a tortura para que ela se sinta como ele: ferida.

Em busca de paz, Christine começa a buscar refúgios e decide tentar encontrar um lugar que ela possa se sentir bem. Em um passeio noturno, ela é levada - por aquelas forças místicas não-nomeadas - à ponte Ha'penny em Dublin. Lá, ela encontra um rapaz que quer se jogar. E mais uma vez ela vai tentar salvar um vida. O rapaz - Adam - quer tirar sua própria vida por motivos que só são revelados no decorrer da história, mas, principalmente, por ser infeliz. 

A moça pede a ele que não se jogue, que lute por sua vida e que dê uma chance à felicidade, prometendo que vai mostrar para Adam o quanto a vida pode ser boa. Num primeiro momento, ele recusa a proposta, mas Christine consegue convencê-lo. O único problema é que a protagonista não consegue nem mesmo ser feliz, que dirá fazer alguém feliz. Seu otimismo e a coleção de livros de autoajuda de Christine, no entanto, vão fazer com que ela dê seu melhor para manter Adam vivo.

Faltando pouco tempo para seu aniversário, Adam dá um prazo para Christine provar que a vida dele vale a pena e, nesse período, os dois vão descobrir que a vida nem sempre segue manuais e que a amizade e o amor podem estar onde menos imaginamos. Alternando entre cenas hilárias e cenas dramáticas, essa inconstância, - que é um dos mais fortes sintomas da depressão -, permeia todo o livro e dá ainda mais valor à história de Ahern.

Romântico, fofo e extremamente sensível, Como Se Apaixonar fala sobre suicídio, destino, amor e, sobretudo, amizade. Adam e Christine lidam com suas emoções de maneiras diferentes e, juntos, percebem que a beleza da vida não está nos lugares mais óbvios. Não numa ponte, nem num livro de autoajuda, mas sim, no sorriso de um amigo, num abraço, numa palavra compreensiva. Não existe segredo, manual ou nenhum livro de autoajuda que possa ser a cura para os seus problemas - especialmente para a depressão (que é uma doença e precisa ser tratada), mas se houvesse, seria um romance de Cecelia Ahern.

"- É um momento, isso é tudo. E momentos passam. Se você aguentar, esse momento vai passar e você não vai querer acabar com a sua vida. Você provavelmente acha que ninguém se importa, ou que as pessoas vão se esquecer de você. Talvez ache que elas querem que você faça isso. Não querem. Ninguém quer isso para outra pessoa. Pode parecer que não há opções, mas há... Você pode superar isso. Saia daí e vamos conversar sobre o assunto. O que quer que esteja acontecendo, você consegue superar. É um momento, isso é tudo." (p. 37)

Sinopse: Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor.

Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo. Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?

"- Onde estaríamos sem amanhãs? O que teríamos em vez disso seriam hojes. E, se esse fosse o caso, com você, eu esperaria que hoje fosse o dia mais longo. Eu encheria o hoje de você, fazendo tudo que sempre amei. Eu riria, falaria, ouviria e aprenderia, eu amaria, amaria, amaria. Faria todos os dias serem hoje e passaria todos com você, e nunca me preocuparia com o amanhã, quando não estaria com você. E quando aquele temido amanhã chegar para nós, por favor, saiba que eu não quis deixá-lo ou ser deixada para trás, que cada momento que passei com você foram os melhores momentos da minha vida." (p. 161)


3 comentários:

  1. Oie! Nossa que capa linda! Amei ela!! Vou procurar saber mais sobre o livro!
    Bjs, se puder comentar nessa resenha ajudaria muito: http://resenhasteen.blogspot.com.br/2015/11/elo.html

    ResponderExcluir
  2. Capa bonita mesmo.hein , achei interresante o livro tem essa pegada real ne tipo pode acontecer mesmo vai pra lista rsrs

    http://estilodenerd42.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mari!!

    A capa é linda, mas a história não tinha me chamado muito a atenção até ler sua resenha - que está ótima, por sinal!!

    O livro parece ser lindo. Imagino o quão emocionante deve ser provar a outra pessoa - e a si mesmo também - que a vida vale a pena ser vivida e que podemos ser felizes de alguma forma.

    Estou encantada e morrendo de vontade de checar esse livro! Ainda bem que temos a Black Friday aí para aproveitar, né?! Hahaha

    Bjs!!

    livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...