março 27, 2015

[Livros] Uma Longa Jornada - Nicholas Sparks

Título Original: The Longest Ride
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Gênero: Romance, Ficção
País: EUA
ISBN: 9788580411959
Classificação★★★★★
_______________

Uma Longa Jornada é, na minha opinião, um dos melhores livros de Sparks. Não vou dizer que esse livro é uma exceção à regra dos clichês sparkianos e da previsibilidade, porque não é. Esse é mais um dos livros para chorar por horas a fio e ler as últimas páginas desejando que nenhum personagem seja brutalmente assassinado por esse fofo e cruel autor.

A narrativa do autor continua seguindo uma fórmula de sucesso que comove os leitores, mesmo aqueles que já leram todos os livros do autor (como eu) e sabem o que esperar deles. Nicholas é um contador de histórias, e nesse romance, ele entrelaça duas tramas diferentes de uma forma única. Acaso, destino ou coincidência, qualquer que seja o nome dado a esse momento em que um mundo colide com outro, está presente em Uma Longa Jornada. O título, aliás, remete a isso. Essa longa jornada em que todos estamos, sujeitos a colisões, de todos os tipos.

Uma Longa Jornada conta a história de Ira e Ruth paralelamente à história de Sophia e Luke. Ira é um senhor já de idade, viúvo, que vive com a saudade infindável de sua falecida e amada Ruth. Em suas memórias, conhecemos seus tempos de juventude e vemos o amor que ele dedicou à esposa. Ira tem uma tradição anual, para comemorar uma data especial só dele e de Ruth, viajar para o lugar especial deles e ler para ela uma carta escrita por ele. 

É assim todos os anos, desde o primeiro ano de casados até depois de sua morte, assim ele sente que o amor de sua vida não se foi completamente e está vivo em sua tradição, porém, nesse ano um acidente faz Ira perder o controle do volante e sair da estrada. Preso, machucado e soterrado pela neve, Ira começa a ver sua falecida esposa e a relembrar tudo o que eles já passaram juntos enquanto espera por socorro. É, na minha opinião, o ponto alto da narrativa. Nicholas constrói um personagem fantástico, Ira é a personificação do amor, da fidelidade, do companheirismo. Em um mundo que não sabe mais o que é amar pelo resto da vida, um homem ama até depois do fim da vida

Enquanto isso, conhecemos Sophia, uma jovem estudante que acabou de sair de um relacionamento complicado. Ela se vê interessada por um corajoso caubói chamado Luke, porém seus mundos são tão diferentes quanto podem ser e esse relacionamento pode não ser tão simples quanto eles imaginavam. Além de um ex-namorado possessivo e ciumento, há também a profissão perigosa de Luke, que monta touros e reza para chegar vivo em casa. O relacionamento dos dois é intenso e traz aquela típica cena de atração à primeira vista que é tão a cara do Sparks.

O que me fez suspirar mesmo foi a história de Ira e Ruth, chorei, sorri e refleti. Ver um amor que transcende barreiras de tempo e distância é sempre emocionante. Nicholas nos dá nesse livro lições de amor valiosas, frases complexas e cheias de sentido, clichês românticos e verdades que precisamos conhecer. Nicholas mostra que o amor dura para sempre, mesmo sem a presença física. Como dizia  o personagem Landon, em outro livro de Sparks, "o amor é como o vento, você não pode vê-lo, mas pode senti-lo."

"- Antes de sair da loja eu já sabia que nos casaríamos um dia. Teríamos todo o tempo do mundo para conversar.
- Você sempre diz isso, mas não é verdade. Você mal olhou para mim.
- Não consegui olhar. Você era a garota mais bonita que eu já tinha visto. Era como tentar olhar para o sol."

Sinopse: Uma Longa Jornada - Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele.
Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra e seus efeitos sobre eles e suas famílias.

Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga até um rodeio. Lá é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição. Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família.

Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder. Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.

"Não nasci para ficar só. Não sou bom nisso. Os anos que se seguiram à morte de Ruth foram marcados pelo tipo de silêncio desesperado que só os idosos conhecem. É um silêncio acentuado pela solidão e pela consciência de que os bons anos já ficaram para trás..."

12 comentários:

  1. Só li um livro do Sparks até hoje e tenho Querido John na estante. Não é um autor que me chama muuuuuuito atenção, mas eu sei que um dia ainda vou ler bem mais do que hoje. Saber que esse é um dos melhores (na tua opinião, que conhece bastante do autor) fez com que ele ficasse no topo da lista Sparks :) hehe
    beijos,
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olha tenho a alegria de dizer que esse livro foi o primeiro do Tio Nicholas que li ano passado e sinceramente me apaixonei pela a história, porque é realmente muito lindo e espero que o filme seja ainda melhor, porque estou bastante ansiosa para assistir. E sua resenha além de estar bastante completa, ficou muito bem escrita. Você desenvolveu muito bem e gostei do seu ponto de vista. Espero que você faça depois uma comparação do livro e do filme =] Seria bacana !


    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/dia-de-quote-2.html

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari

    Dei um tempo nos livros do Tio Nick. Não dava mais ler tantas histórias seguindo a mesma ideia, eu já estava ficando entendiada. Resolvi parar, limpar a mente e o coração e voltar apenas quando ele lançar uma história que valha muito a pena e fuja dos seus clichês habituais. Li muitas resenhas dizendo que esse livro tem um diferencial, quem sabe um dia não me arrisco nele?
    Por enquanto vou ficar no filme.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  4. Oii Mari, vou logo começar dizendo que eu não sou uma mega fã do tio Sparks, li somente um livro dele mas não foi tão boa assim achei legalzinho a historia até, mas nada que me apaixonasse de verdade, isso talvez seja por que não costumo ler romances do estilo que esse próprio autor escreve. Porém, a historia desse livro está me despertando o interesse justamente por causa desse entrelaço de duas tramas diferentes, fiquei curiosa na certa, se eu for ler espero gostar de verdade.

    Bjuus flor!

    http://livrosseriesecitacoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari, sua linda, tudo bem?
    Eu fiquei toda arrepiada e com os olhos cheios de água, que história linda!!!! Essa hora do dia estou sensível e você me apresentou ao amor que eu sempre acreditei. Sou inocente? Utópica? Sofro de síndrome de príncipe encantado? Risos... Posso ser tudo isso junto, mas para mim, amor é para sempre. Eu conheço a realidade, mas eu sei que ele está lá em algum lugar, alguns encontram, outros infelizmente não. Só uma resenha como a sua para me emocionar, é como se eu estivesse lendo o livro, só você consegue isso. Adorei!!!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oláaaa, tudo bom??
    Achei muuito linda essa história. Li no ano passado e amei, com certeza. Li num momento em que eu estava muito romântica, se posso me dizer assim, mas não sei se eu leria algo do Nicholas novamente. Os livros dele tem uma premissa super legal e tal mas seguem a mesma linha. Eu respeito a opinião de cada, mas a minha é essa. Porém, eu super indico esse livro também, porque ele é realmente lindo!!!
    Beijos!!

    http://our-constellations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mari.
    Parece realmente emocionante e sofrida.
    Nicholas tem umas histórias que ele deve tirar do fundo do baú, porque muitas delas eu nem imagino, rs.
    Ainda não li esse livro dele.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 3 ganhadores e você escolhe o livro que deseja ganhar.

    ResponderExcluir
  8. Mari! O Sr. Sparks sempre jogando nosso coração de um lado pro outro pisoteando e jogando longe hahaha eu sou mega sensível com os livros dele e todos me tocam, imagina vendo só filmes?! Amei a resenha e tenho certeza que Uma Longa Jornada é mias uma historia tocante do autor.

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  9. Pra vc ter uma ideia esse foi o primeiro livro do Nicholas Sparks que li ano passado e sinceramente tenho que dizer que ele me conquistou de todas as maneiras e depois dele li O MELHOR DE MIM que também é maravilhoso. As histórias em si são perfeitas.
    Mas tipo, estou ansiosa para ver o filme agora, porque deve ser lindo.
    Fico feliz que tenha gostado da história.
    Espero ver outras resenhas dele aqui, porque quero conhecer ainda outros livros dele, embora eu já tenha outros aqui em minha estante, mas enfim...

    Parabéns amiga pela resenha, porque está muito objetiva e bem explicada. Deu até saudade de ler o livro de novo hehehehe

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/the-book-jar-parte-4.html

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não me aventurei a ler Sparks, não tenho muita coragem para falar a verdade, por que é muito mimimi para mim! HAHAHA Gosto dos filmes, por que é rapidinho, assisto e passa, livro é mais intimo, sei lá. rs

    http://www.livrologias.com/

    ResponderExcluir
  11. Mari, essa será uma das minhas próximas leituras e, apesar de conhecer a tal fórmula de sucesso e saber exatamente o que vai acontecer (pelo menos algumas coisas), a minha expectativa é muito grande. Afinal, gosto muito do trabalho do Sparks e realmente acredito que essa história pode surpreender como poucas. Mesmo com todos os clichês, algo me diz que "Uma Longa Jornada" foge um pouco disso.
    Uma coisa que não posso deixar de citar é sobre o que diz da história do Ira e Ruth. Eu já imaginava mais ou menos que o amor ultrapassando a barreira do tempo seria explorado e como isso sempre está presente nas minhas próprias criações literárias, acho que vai ser impossível não se identificar ou no mínimo se encantar. Vamos ver...

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  12. Bom dia, Mari. Estava olhando seu blog quando me deparei com essa resenha. Confesso que comecei a ler, mas parei quando você falou desse jeitinho cruel do Tio Nicholas em matar os personagens, pois eu estou lendo esse livro, estou no capítulo 18 ainda e não quero, depois de ler O melhor de mim, pensar nas possibilidades do Tio Nicholas que não sabe brincar, me deixar triste. Apesar de achar que nesse ele vai ser bonzinho. Será? rsrs
    Seu blog é uma graça, parabéns.
    Beijos
    www.viciadosemleitura.blog.br
    Ah, depois que eu terminar eu volto aqui rs.

    ResponderExcluir

Deixe sua sugestão, opinião ou crítica. Prometo lê-las com carinho. Mil beijos, Mari Siqueira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...